Fale Conosco

28 de maio de 2009

Festival da Grafitagem faz parte das atividades do Dia Mundial sem Cigarro



A Secretaria de Estado da Saúde (SES) vai entregar, às 8h30 desta sexta-feira (29), a premiação dos três vencedores do Festival de Grafitagem: Todos Contra o Tabagismo. O evento, que ocorrerá na Maison Blunelle, no bairro Pedro Gondim, em João Pessoa, faz parte das atividades do Dia Mundial sem Cigarro, comemorado neste domingo (31).

Os vencedores foram escolhidos através de votos de internautas e por uma comissão de representantes da SES, da Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa) e da Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa.

A votação pela Internet teve início no último dia 20 e foi encerrada ao meio-dia desta quinta-feira (28). Os internautas escolheram entre as 25 artes selecionadas das 43 inscritas por 18 grafiteiros. Os trabalhos foram pintados em três locais da Capital, fotografados e disponibilizados no site da SES para votação do público.

A gerente operacional do Núcleo de Doenças e Agravos Não Transmissíveis da SES, Lourdes de Fátima Sousa, disse que o festival faz parte de um dos novos tipos de abordagem da SES para conscientizar as pessoas a pararem de fumar. “Procuramos desenvolver ações menos agressivas para que o nosso objetivo seja alcançado. Afinal, a maioria da população já é consciente dos malefícios que o tabaco acarreta”, acrescentou.

Capacitação – Além de inovar na abordagem, a atual gestão da SES vai capacitar no próximo mês de julho, 100 profissionais para implantar o procedimento em novos centros de atendimento aos fumantes, que passarão de 12 para 20 unidades. Atualmente, esses centros funcionam ligados às unidades básicas de saúde e policlínicas em João Pessoa (4), Campina Grande (2), Sumé (1), Sousa (1), Cajazeiras (1), Monteiro (1), Bayeux (1) e Cabedelo (1). Os próximos municípios contemplados serão Itabaiana, Patos, Princesa Isabel, Guarabira, Catolé do Rocha, Piancó e Cuité.

A SES ainda pretende dar continuidade às ações para fazer cumprir a Lei Federal 9294/96, que proíbe o ato de fumar em ambientes fechados públicos e privados, em parceria com as gerências de Vigilância Sanitária dos municípios.
 
A Paraíba tem 750 mil fumantes e, segundo Lourdes de Fátima Sousa, 30% das mortes por câncer são causadas pelo tabaco. Segundo dados da SES, no ano passado 218 pessoas na Paraíba foram a óbito por câncer de pulmão e brônquios, 40 por câncer de boca, 55 com câncer de faringe, 52 por câncer de laringe, 221 com câncer de estômago, 280 de próstata, 165 de mama, 81 com tumores de colo de útero, 739 por hipertensão e 1.358 por acidente vascular cerebral. Todas essas causas têm ligação com o fumo. A faixa etária mais acometida vai dos 18 aos 30 anos.

Da Assessoria de Comunicação da SES-PB