João Pessoa
Feed de Notícias

Festa para as crianças movimenta dia de visita no presídio feminino

segunda-feira, 15 de outubro de 2012 - 09:21 - Fotos:  Roberto Guedes/Secom-PB

Atividades lúdicas, lanches e distribuição de brinquedos movimentaram as comemorações do Dia das Crianças, na manhã desse domingo (14), no Presídio Feminino Maria Júlia Maranhão, em João Pessoa. A ação foi promovida pela Secretaria de Administração Penitenciária através da direção da unidade prisional, desenvolvendo uma programação direcionada aos filhos das apenadas como parte do programa “Cidadania é Liberdade”.

A iniciativa recebeu o apoio das Faculdades Facene/Famene e tem o objetivo de auxiliar no processo de ressocialização das internas, utilizando elementos nas áreas de saúde, educação, trabalho, cultura e família. “Nós sempre procuramos fazer uma programação diferente em datas especiais, pois essa é mais uma maneira de reintegrar as apenadas através de ações diversificadas, modificando a rotina diária e oferecendo novas oportunidades de contato com a sociedade”, destacou a diretora da unidade, Cinthya Almeida.

Cerca de 250 visitantes, entre eles 80 crianças, participaram da distribuição de lanches, pipoca, picolé, algodão doce, bolo, balas, balões, além de presentes como bolas, carrinhos e outros brinquedos. As ações foram realizadas na parte externa da penitenciária, para garantir a segurança dos familiares e das 407 internas.

Maria de Lourdes veio de Lucena para visitar a nora e trouxe a neta para rever a mãe. Ela destacou o valor do trabalho para os familiares e, principalmente, para quem está cumprindo pena. “Isso é muito importante, já que os programas sempre são realizados de maneira alegre e divertida. O nosso coração fica bem mais confortado em dias como esse”, ressaltou.

No evento também foi desenvolvido o projeto “Discutindo sobre doenças em busca da libertação da saúde”, coordenado pela professora Danielle Aurília. As temáticas foram abordadas de forma dinâmica, visando esclarecer internas e familiares sobre os riscos e sintomas das enfermidades mais comuns dentro das penitenciárias.

A programação comemorativa foi encerrada no final da manhã, mas as visitas seguiram normalmente até às 16h.