Fale Conosco

6 de junho de 2013

Feira de Serviços pela Cidadania LGBT é encerrada em Rio Tinto



feira lgbt rio tinto foto kleide teixeira 15 270x202 - Feira de Serviços pela Cidadania LGBT é encerrada em Rio TintoO Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana (Semdh), realizou, durante esta quinta-feira (6), a última Feira de Serviços pela Cidadania LGBT, como parte das comemorações alusivas ao Dia Estadual de Enfrentamento à Homofobia na Paraíba (17 de maio). A programação educativa aconteceu na Praça João Pessoa, localizada na cidade de Rio Tinto, e contou com a participação da população e parceiros governamentais.

As tendas de serviços foram instaladas no início da manhã, com orientações sobre os direitos de lésbicas, gays, bissexuais e travestis (LGBT), além de informações sobre saúde, campanhas e emissão de documentos. A população também teve acesso à exposição “Variações do Feminino – poéticas do universo trans” e se informou sobre a campanha contra homofobia “Tire o Respeito do Armário”.

feira lgbt rio tinto foto kleide teixeira 03 270x202 - Feira de Serviços pela Cidadania LGBT é encerrada em Rio TintoAs atividades tiveram início nas cidades de João Pessoa e Cajazeiras, e finalizadas aqui em Rio Tinto. A Paraíba ainda continua em segundo lugar no ranking de crimes homofóbicos e o Governo do Estado vem, através destas ações específicas, conscientizando a população pela mudança de mentalidade”, afirmou a gerente executiva de Direitos Sexuais e de LBGT da Semdh, Roberta Schultz.

Quem passou pelo local, aprovou a iniciativa e se informou sobre o assunto. “Tenho vários amigos homossexuais e vejo o preconceito que eles sofrem. A iniciativa de movimentar a cidade é muito importante para gerar o debate e educar as pessoas”, disse Danizete José.

feira lgbt rio tinto foto kleide teixeira 1262 270x202 - Feira de Serviços pela Cidadania LGBT é encerrada em Rio TintoPara a agente de saúde do município, Gorete da Costa, a iniciativa é uma forma de combater a violência, que é cada vez mais presente em seu convívio de trabalho. “Aproveitei o espaço da feira para dispor de materiais que distribuirei em visitas nas comunidades. A questão da violência homofóbica é muito presente no meu cotidiano e eu também me sinto responsável em ajudar”, afirmou.

No local, também houve a participação do Núcleo de Cidadania e Direitos Humanos, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) que apresentou uma parte da exposição fotográfica de resgate da memória dos movimentos de LGBT da Paraíba.

feira lgbt rio tinto foto kleide teixeira 53 270x202 - Feira de Serviços pela Cidadania LGBT é encerrada em Rio TintoDurante todo o dia foram distribuídos materiais informativos sobre os serviços disponíveis no estado, doenças sexualmente transmissíveis e de combate à dengue. Também houve aferição de pressão arterial, corte de cabelo e emissão de documentos (RG/CPF/CTPS).

Participação – Estiveram atuando na atividade o Centro de Referência dos Direitos de LGBT e de Combate à Homofobia da Paraíba (Espaço LGBT), Defensoria Pública do Estado, através do Núcleo de Atendimento ao Combate à Homofobia e Racismo, da Prefeitura de Rio Tinto, através da Secretaria de Saúde, Universidade Federal da Paraíba (UFPB), através do Núcleo de Cidadania e Direitos Humanos da cidade de Rio Tinto, o Serviço Nacional do Comércio (Senac), o Programa Cidadão e a banda da Polícia Militar.

feira lgbt rio tinto foto kleide teixeira 151 270x202 - Feira de Serviços pela Cidadania LGBT é encerrada em Rio TintoEspaço LGBT – O Centro de Referência dos Direitos de LGBT e de combate à homofobia da Paraíba é um serviço especializado que oferece atendimento psicossocial e jurídico gratuito. Inaugurado há dois anos, já realizou atendimentos a 2.600 pessoas. O serviço está localizado na Praça Dom Adauto, 58, Centro, João Pessoa.

Denúncia – O disque 100 também é uma rede de denúncias de homofobia, discriminação e violência por orientação sexual e de identidade de gênero. Na Paraíba, as denúncias também podem ser realizadas através do Espaço LGBT, no telefone 3221- 2118, na Delegacia Especializada contra Crimes Homofóbicos – 3218- 6762 ou através dos Centros de Referências Especializadas de Assistência Social (Creas), instalados em toda região do Estado.