João Pessoa
Feed de Notícias

FCJA lembra 32 anos da morte de José Américo com missa na Igreja S. Antônio de Lisboa

quarta-feira, 7 de março de 2012 - 16:05 - Fotos: 

Foto: Secom-PB

Uma missa celebrada nesta sexta-feira (9), às 17h, na Igreja Santo Antônio de Lisboa, na Avenida Olinda, s/n, Tambaú, em João Pessoa, lembrará a passagem dos 32 anos da morte do ex-governador, ex-ministro, romancista, ensaísta, poeta e cronista paraibano José Américo de Almeida. A cerimônia religiosa é uma iniciativa da Fundação Casa de José Américo, e reunirá autoridades, amigos, admiradores e o público em geral.

José Américo de Almeida foi uma personalidade marcante no mundo cultural e político da Paraíba, com repercussão nacional. Figura de destaque na literatura brasileira, foi o quinto ocupante da Cadeira de n° 38 da Academia Brasileira de Letras (ABL), para a qual foi eleito no dia 27 de outubro de 1966. Ele sucedeu o acadêmico Maurício de Medeiros.

Toda a síntese da história do autor de “A Bagaceira” pode ser conferida na Fundação Casa de José Américo. A FCJA está localizada na Avenida Cabo Branco, nº 3336 – residência do ex-governador. Ali está instalado o museu, a biblioteca particular de José Américo e uma variedade de acervo de ex-governadores e personalidades paraibanas. No jardim encontra-se o mausoléu, onde estão os restos mortais do patrono da Casa e também da sua esposa.

A instituição é aberta à visitação pública, e as escolas podem agendar visitação em caravana através dos fones (83) 3214-8531.

Natural de Areia, José Américo de Almeida nasceu no Engenho Olho D’Água, no dia 10 de janeiro de 1887, e faleceu em João Pessoa no dia 10 de março de 1980, sendo sepultado com honras de ministro de Estado. Formado em Direito pela Faculdade de Direito do Recife/PE, ele escreveu diversas obras literárias, dentre elas A Bagaceira, de 1928, que teve presença muito marcante no romance regionalista moderno.