Fale Conosco

2 de março de 2013

Fapesq lança edital para bolsas de doutorado até o final do mês



A Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba (Fapesq) lançará, até o final deste mês, edital para contratação de bolsas do Programa de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (DCR). O programa visa a atração e fixação de doutores em instituições públicas de ensino superior e pesquisa no estado da Paraíba, de modo a promover a renovação do quadro de recursos humanos destas instituições, propiciando o fortalecimento dos grupos de pesquisa existentes e a criação de novas linhas de pesquisa de interesse regional, por meio da contínua integração entre o setor acadêmico, o Estado e as indústrias locais, contribuindo para a consolidação de uma base científico-tecnológica capaz de alavancar setores e atividades consideradas de fundamental importância para o desenvolvimento econômico e social do Estado.

A Fapesq já recebeu a aprovação do MCT para o lançamento do novo edital. Serão investidos no Convênio DCR 2013 recursos na ordem de aproximadamente R$ 5,8 milhões, do Ministério da Ciência e Tecnologia e Governo do Estado da Paraíba. Desse total, o Governo do Estado vai investir aproximadamente R$ 800 mil (cerca de R$ 20 mil por projeto). O edital irá destinar 20 cotas de bolsas, com a expectativa de beneficiar dois pesquisadores por cota. A pesquisa terá duração de 24 meses de duração. Cada pesquisador poderá ganhar uma bolsa no valor que varia de R$ 2.800 a R$ 5.200, dependendo do mérito (nível) acadêmico do candidato.

O DCR visa contribuir para a diminuição das desigualdades priorizando as instituições situadas nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e em microrregiões de baixo desenvolvimento científico e tecnológico do País, assim reconhecidas pelo CNPq, atuando em três vertentes: Regionalização, caracterizada pela atração de doutores para as regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e o estado do Espírito Santo. Nesse caso, não é permitida a concessão da bolsa a doutores formados ou radicados no próprio estado; Interiorização, caracterizada pela atração de doutores para microrregiões reconhecidas pelo CNPq como de baixo desenvolvimento científico e tecnológico, (fora das áreas metropolitanas) e que permite a concessão da bolsa a doutor formado ou radicado no próprio estado; e Fomento à competitividade (DCR empresarial), caracterizada pela atração de doutores que contribuam para a execução de projetos aplicados ao desenvolvimento tecnológico, assim como atividades de extensão inovadora e transferência de tecnologia, em empresas da Paraíba. Permite a concessão da bolsa a candidato formado ou radicado no estado.