Fale Conosco

14 de julho de 2016

Fapesq abre inscrições para pesquisadores do zika vírus na Paraíba



A Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba(Fapesq) está com inscrições abertas para pesquisas na área do Zika Vírus. Estão sendo investidos recursos na ordem de 100 mil libras, sendo 50 mil libras do Governo do Estado e 50 mil libras do programa Institutional Links, que estabelece conexões e incentiva parcerias entre instituições brasileiras e britânicas e conta com recursos do Newton Fund, uma iniciativa do governo britânico que visa promover o desenvolvimento social e econômico dos 15 países parceiros, por meio de pesquisa, ciência e da tecnologia.

Os pesquisadores da Paraíba têm até o dia 12 de setembro próximo para se inscrever no Institutional Links Vírus Zika. Esta chamada é uma parceria entre o British Council, a Fundação Oswaldo Cruz, a Fapesq, a FAPDF, a Facepe, Fapeal e a Funcap e tem o objetivo de contribuir para a geração de conhecimento, metodologias, protocolos e programas de treinamento para os diversos profissionais em saúde, pesquisadores de diversas disciplinas e para diferentes setores da comunidade, todos envolvidos ou impactados pelo zika, buscando diminuir os impactos na saúde e sociais deste vírus.

Cada proposta deve ter um proponente brasileiro e outro do Reino Unido e ser submetida conjuntamente no site global do British Council. Ambas as instituições, brasileira e britânica, devem ter capacidade de administrar a concessão e as propostas co-financiadas pelas FAPs parceiras listadas acima, e que tenham participação de pesquisadores sêniores da Fiocruz fazendo parte da equipe do projeto, poderão utilizar recursos em espécie e plataformas disponibilizadas pela Fiocruz.

O tema Vírus zika deverá ser abordado de forma interdisciplinar, envolvendo pesquisa aplicada, tendo como foco central o desenvolvimento de capacidades e para responder ou prevenir os impactos sociais da síndrome congênita do zika no Brasil. Esta chamada irá financiar até 15 propostas, que devem ter duração entre 18 e 24 meses e orçamento máximo de £ 100,000 (cem mil libras esterlinas). Estes recursos serão desembolsados em dinheiro ou em espécies, dependendo do Estado e critérios de elegibilidade.

Para Diana Daste, gerente do Newton Fund no British Council no Brasil, “esta parceria pretende dar resposta a uma emergência nacional e de prioridade estratégia no país. A chamada dispõe de mais de 1 milhão de Libras Esterlinas (mais de 5 milhões e 600 mil reais) para gerar conhecimento, soluções e metodologias que atendam vulnerabilidades geradas pelo zika Vírus no Brasil. Além dos impactos na saúde, há implicações sociais, portanto o estímulo à pesquisa interdisciplinar e o desenvolvimento de conhecimento é essencial.”

Nesta chamada, podem se inscrever pesquisadores de instituições de pesquisa e instituições de ensino superior do Distrito Federal, Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Ceará. Para os estados do Amazonas, Bahia, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro e Rondônia somente os proponentes (coordenadores principais do projeto), servidores da Fiocruz em atividade de pesquisa na instituição são elegíveis e poderão se candidatar.

Para o presidente da Fapesq, Claudio Furtado, esse edital é de extrema importância por fomentar pesquisas na área do Zika Vírus, doença que está afetando pessoas de qualquer faixa etária, com vários casos inclusive de gestantes infectadas que transmitem a doença para o feto, resultando em bebês com microcefalia e outras doenças ainda em fase de estudo. “As pesquisas inseridas nessa chamada vão aprimorar toda a sistemática do tratamento do Zika Vírus na Paraíba, questões de procedimentos e tratamentos para mães e crianças vítimas do vírus, bem como toda a rede do Sistema Único de Saúde”, enfatizou. Os recursos na Paraíba serão destinados a custeio e capital.

A avaliação das propostas será realizada por meio dos comitês científicos independentes, no Reino Unido e no Brasil. O resultado será divulgado no dia 30 de novembro próximo.

Como encontrar instituições parceiras no Reino Unido

A International Unit ajuda organizações brasileiras a encontrar instituições com interesses similares no Reino Unido para projetos do British Council financiados pelo Fundo Newton. Para saber mais, escreva para newton@international.ac.uk, indicando o assunto “Institutional Links – Brazil July call”.

Sobre o British Council – O British Council é a organização internacional do Reino Unido para relações culturais e oportunidades educacionais. Promovemos cooperação entre o Reino Unido e o Brasil nas áreas de língua inglesa, artes, esportes e educação e sociedade. O British Council é um dos operadores do Fundo Newton. O Newton Fund integra o sistema de assistência oficial para desenvolvimento do governo britânico e visa desenvolver parcerias em ciência, tecnologia e inovação em países parceiros.

Sobre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) – A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) – é uma instituição de ciência e tecnologia em saúde vinculada ao Ministério da Saúde do Brasil. Tem como objetivos produzir, disseminar e compartilhar conhecimentos e tecnologias voltados para o fortalecimento e consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS), que contribuam para a melhoria da saúde e da qualidade de vida da população brasileira, para a redução das desigualdades sociais e para a dinâmica nacional de inovação, tendo a defesa do direito à saúde e da cidadania ampla como valores centrais. As atividades realizadas pela Fiocruz compreendem pesquisa biomédica e a formação em ciência e tecnologia em saúde; a pesquisa clínica e atenção de referência em doenças infecciosas e na área da saúde da mulher, criança e adolescente; a pesquisa epidemiológica e social; a pós-graduação em saúde pública e a formação de nível técnico em saúde; o desenvolvimento tecnológico em saúde; a produção de imunobiológicos, reagentes e medicamentos; a preservação do patrimônio histórico cultural da saúde; a produção e disseminação de informação em C&T e saúde; e o desenvolvimento de ações de vigilância em saúde.

Sobre o Fundo Newton – O Newton Fund (Fundo Newton) é uma iniciativa do governo britânico que visa promover o desenvolvimento social e econômico dos 15 países parceiros, por meio de pesquisa, ciência e da tecnologia. O fundo de 735 milhões de libras esterlinas atua em três grandes áreas: capacitação de pessoas em ciência e inovação nos países parceiros, colaboração em pesquisas acadêmicas sobre temas de desenvolvimento e a transferência de conhecimento para criação de soluções colaborativas para os desafios de desenvolvimento e fortalecimento dos sistemas de inovação.

Sobre as Fundações de Amparo à Pesquisa – As Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs) são instituições públicas de fomento à pesquisa, desenvolvimento científico e tecnológico, formação e capacitação de recursos humanos em nível estadual ou no Distrito Federal. Nesta chamada, fazem parte as FAPs dos estados: Paraíba (Fapesq), Distrito Federal (FAPDF), Pernambuco (Facepe), Alagoas (Fapeal) e Ceará (Funcap).

Os pesquisadores paraibanos interessados em submeter propostas acesse a chamada e o formulário de inscrições disponíveis no portal da Fapesq (www.fapesq.rpp.br), em Editais Abertos.