João Pessoa
Feed de Notícias

Familiar de paciente agradece ao Trauma de JP por atendimento

quinta-feira, 4 de março de 2010 - 16:17 - Fotos: 
Depois de vivenciar a internação do filho no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena (HETSHL), um pai fez uma carta endereçada a direção da unidade de saúde. O paciente, Álvaro Bonfim Conrado, de 25 anos, ficou dois dias internado após ser vítima de um acidente automobilístico.

Na carta de uma lauda entregue ao médico José Carlos Evangelista, que exerce o cargo de diretor geral do hospital, o usuário Carlos Bonfim fez inúmeros elogios a toda equipe que integra o quadro funcional do Trauma. “Conheci o dia-a-dia do Hospital de Trauma em momento difícil, sem dúvida, com uma plêiade de profissionais dedicados diuturnamente ao nosso Álvaro, com extrema competência. Da emergência até a finalização da internação não vimos ninguém de cara feia ou de mau humor”, escreveu o pai do paciente.

Em outro trecho da carta ele disse: “Expressamos nosso orgulho porque há pessoas que, mesmo sabedoras das adversidades de nossa terra, nela acreditam e tornam realidades sonhos, como o Hospital de Trauma”. E finalizou afirmando que o Trauma é o melhor hospital da rede do Sistema Único de Saúde (SUS) em João Pessoa: “Muito obrigado por tudo, continuem sempre com este padrão de qualidade. Tudo excelente (cinco estrelas). Muito bom, não há outro igual aqui em João Pessoa,” concluiu Carlos Bonfim.

Resultado positivo – Para a direção do Hospital de Trauma, a carta reflete o resultado de um trabalho diuturno que toda equipe realiza em prol de uma assistência de saúde cada vez mais eficiente e humanitária.

“Nos sentimos lisonjeados com a avaliação que o usuário fez do nosso atendimento. A nossa responsabilidade é atender, de forma resolutiva e humanizada, as várias pessoas que nos procuram diariamente. Para tanto, a Secretária de Saúde nos dá todo o suporte necessário. Hoje, estamos colhendo os resultados de um Hospital que funciona em sua plenitude, como todos os equipamentos e a equipe engajada neste trabalho assistencial”, destacou o diretor geral do HT, o médico José Carlos Evangelista.

Mudança de perfil – Desde que assumiu o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, há cerca de um ano, a atual direção teve como um dos principais objetivos resgatar o perfil de atendimento e, assim, devolver aos paraibanos o hospital referência no socorro dos politraumatizados.

Para atingir a meta proposta, foram feitas inúmeras melhorias nas áreas administrativa, estrutural e assistencial. Dentre elas, a implantação do serviço de ‘acolhimento com classificação de risco’, seguindo a política nacional de Humanização da atenção e Gestão do Sistema Único de Saúde (SUS). Agora, quem chega ao Hospital é recebido por uma equipe multidisciplinar que avalia caso a caso na busca do atendimento qualificado e resolutivo.

Estrutura – O Hospital de Trauma de João Pessoa tem na sua estrutura técnica 150 profissionais a cada plantão de 12 horas. Só na parte médica, são 48 servidores que atendem em mais de 20 especialidades, dentre elas: traumato-ortopedia, cirurgia geral, cirurgia vascular, cirurgia torácica, neuro-cirurgia, cirurgia urológica, cirurgia traumato buco-maxilo-facial, cirurgia plástica reparadora, oftalmologia, otorrinolaringologia, nefrologista, hemodinamicista e cardiologia.

A unidade disponibiliza 150 leitos, entre enfermarias, UTI's adulto e infantil, câmaras hiperbárica e Unidade de Choque. Além do atendimento especializado de Urgência e Emergência, o Hospital também é referência no socorro às vítimas de queimaduras, onde possui o setor de Unidade de Terapia de Queimados (UTQ). Mensalmente, são atendidas na unidade cerca de 6.500 pacientes vítimas de acidentes de trânsito (moto, automóvel, bicicleta, atropelamento), violência (arma de fogo, arma branca, agressão física), queda, queimaduras, choques elétricos, entre outros casos.

A carta - “O imortal baiano Jorge Amado, expressando o seu conhecimento com relação a hospitais, verbalizou: "Tenho horror a hospitais, os frios corredores, as salas de espera, ante-salas da morte…", o que, com certeza, é unanimidade quando deles se fala, infelizmente, pouco como nós, após vivenciarmos dois intermináveis dias de expectativa após a internação do meu filho Álvaro Bonfim Conrado, de 25 anos, vítima de um acidente automobilístico, posso afirmar que, conheço o revés da medalha.

Conheci o dia-a-dia do Hospital de Trauma em momento difícil, sem dúvida, com uma plêiade de profissionais dedicado diuturnamente ao nosso Álvaro, com extrema competência, da emergência até a finalização da internação não vimos ninguém de cara feia ou de mau humor.

Por fim, expressamos nosso orgulho porque há pessoas que, mesmo sabedoras das adversidades de nossa terra, nela acreditam e torna realidades sonhos, como o Hospital de Trauma.

Muito obrigado por tudo, continuem sempre com este padrão de qualidade. Tudo excelente (5 estrelas). Muito bom, não há outro igual aqui em João Pessoa. Deus continue abençoando este hospital. Atenciosamente, Carlos Bonfim”.

Da Assessoria de Imprensa do Hospital de Trauma de JP