Fale Conosco

17 de julho de 2009

Fábricas contaram com apoio do Governo do Estado, através da Cinep, e o volume de vendas superou as



O volume de negociação superou as expectativas das 14 empresas paraibanas de calçados presentes na 41ª edição da Feira Internacional de Calçados, Acessórios de Moda, Máquinas e Componentes (Francal). O evento, encerrado na sexta-feira (17), realizou-se no Pavilhão do Anhembi, em São Paulo. A feira é considerada a maior feira do gênero na América Latina, por reunir anualmente empresas nacionais e internacionais que lançam oficialmente as coleções, tendências de calçados e acessórios para a primavera-verão.

Com apoio do Governo do Estado, através da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep) e de um convênio com o Sebrae/PB e o Sindicato da Indústria de Calçados da Paraíba, os expositores levaram o que há de mais moderno no ramo da moda de calçados. No estande paraibano estavam presentes as empresas Samara Calçados, Donna, Eva, Via Sol, Hawai, Cimar, Bebezinho, Via Shalon, D´Fera, Injetar, Jotabê (Sara Flôr), Recbool, Duraplast, Injenol (Karla Mendes) e Termo P.U.

De acordo com o presidente da Cinep, João Laércio Fernandes, a participação das empresas em evento desse porte representa um incremento nas vendas dos produtos. “O apoio do Governo do Estado é importante em eventos desse porte, porque é através deles que as empresas paraibanas tem a oportunidade de mostrar o que vem sendo produzido no Estado e, consequentemente, conseguem um incremento em torno de 40% de seus negócios”, disse.

Para Eduardo Souto, presidente do Sindicato da Indústria de Calçados da Paraíba (Sindcalçados), a Francal superou as expectativas no volume de negociações, a exemplo de anos anteriores. Ele acredita que as negociações fechadas pelas empresas paraibanas durante a realização do evento cheguem a R$ 2 milhões.

“O estande da Paraíba foi muito visitado e os produtos expostos pelas empresas, a exemplo de edições anteriores, tiveram boa aceitação dos demais participantes e, por isso, acredito que cheguemos ao valor de R$ 2 milhões em volume de negociações entre todas as indústrias paraibanas”, informou Eduardo Souto.

Teresa Duarte, da Assessoria de Imprensa da Cinep