João Pessoa
Feed de Notícias

Fábrica da Brennand Cimentos inicia operação na Zona da Mata Sul da Paraíba

quarta-feira, 2 de setembro de 2015 - 18:01 - Fotos: 

Mais uma fábrica de cimento começou a operar na Paraíba. Visando atender à demanda dos nove estados do Nordeste, o Grupo Ricardo Brennand iniciou as atividades em Pitimbu, na Zona da Mata Sul, onde a empresa conseguirá produzir até 1,5 milhão de toneladas ao ano. Resultado de investimentos superiores a R$ 700 milhões, o empreendimento gera 250 empregos diretos e mais 800 indiretos. A instalação da unidade fabril contou com o apoio do Governo do Estado, por meio da sua política de incentivos fiscais.

Com a implantação da nova unidade no Polo Cimenteiro, a Paraíba passa a contar com quatro fábricas de cimento em funcionamento. Além da Brennand, estão instaladas a Intercement (João Pessoa), a Lafarge (Caaporã) e a Elizabeth (Alhandra). Mais duas empresas estão em processo de implantação no Estado: Votorantim (Caaporã) e Intercement (Conde). A consolidação do Polo fará com que a Paraíba alcance a capacidade produtiva de 9 milhões de toneladas por ano, tornando-se o segundo maior produtor de cimento do País.

Em entrevista coletiva concedida à imprensa no Instituto Ricardo Brennand, nesta quarta-feira (2), em Recife (PE), o presidente da empresa, José Eduardo Ramos, destacou os fatores que possibilitaram a instalação do empreendimento na Paraíba. “O Nordeste é um mercado que cresce acima da média nacional e essa fábrica foi construída para suprir essa demanda. A Paraíba está geograficamente no centro do Nordeste, o que é interessante para a logística”, apontou.  A distribuição dos produtos será realizada por transportadoras terceirizadas, com estimativa de cinco mil veículos circulando mensalmente pela região.

José Eduardo Ramos ressaltou ainda o apoio do Governo da Paraíba como fator importante para a instalação da fábrica no Estado. “A política de incentivos foi importante e a relação sempre muito positiva, desde o licenciamento ambiental, com todos os prazos cumpridos e sem entraves”, afirmou. A planta de Pitimbu é a segunda da Brennand no Brasil – a primeira funciona em Sete Lagoas (MG).

Para a presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), Tatiana Domiciano, a consolidação do Polo Cimenteiro representa um passo importante para o desenvolvimento econômico da Zona da Mata Sul da Paraíba. “As fábricas de cimento hoje empregam mais de 2,5 mil pessoas na Capital e Zona da Mata Sul, proporcionando oferta de trabalho em áreas com carência de melhores oportunidades de emprego e qualificação profissional”, destacou.

Em parceria com o Governo da Paraíba, Prefeitura de Pitimbu, Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep) e Senai, a Brennand Cimentos realizou o projeto De Mãos Dadas com o Futuro, que qualificou mais de 1,2 mil profissionais. Grande parte dos alunos atuou na obra e participou de processo seletivo para trabalhar na operação da fábrica, sendo que a maioria deles é do curso de eletromecânica e foi absorvida e treinada na operação da planta.

A fábrica - Ocupando um terreno de mais de 200 hectares, a fábrica opera com equipamentos de primeira linha, destacando-se o parque de pré-homogenização circular, o moinho de cru vertical, um moderno forno com pré-aquecedor de 5 etapas e um eficiente sistema pré-calcinação. Com estes equipamentos é produzido clínquer de altíssima qualidade. No final do processo produtivo há o moinho de cimento, ensacadeira e paletizadora, com capacidade de produção de quatro mil toneladas de cimento por dia.