João Pessoa
Feed de Notícias

Extensionistas sociais e mulheres rurais serão capacitadas pela Emater

terça-feira, 9 de março de 2010 - 11:40 - Fotos: 
Cultivada em todas as regiões do País, a mandioca é um dos alimentos mais presentes na mesa do brasileiro. Para o Nordeste, a cultura tem grande importância econômica e social, servindo de fonte de alimento e renda para milhares de agricultores familiares.
 
Na Paraíba, a mandioca é cultivada, principalmente nas regiões administrativas de João Pessoa, Princesa Isabel, Guarabira, Solânea, Areia e Campina Grande, sendo mais de sete mil agricultores e uma área de 10.715 hectares assistidos pela  Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater-PB).

Por meio de assistência técnica, a Emater-PB vem promovendo a melhoria dos sistemas produtivos da cultura em todo o Estado a fim de fortalecer e melhorar a renda dos agricultores familiares. Com esse objetivo, a empresa realiza nesta quarta-feira (10), às 8h, uma capacitação sobre a cultura, sua utilidade e aproveitamento na alimentação para extensionistas sociais e mulheres rurais da comunidade Mata da Chica, município do Conde, região administrativa de João Pessoa.

De acordo com a gerente regional da Emater-PB em João Pessoa, Zilda Figuerêdo, hoje em dia, no espaço rural, não se trabalha apenas com atividades agropecuárias, as atividades não agrícolas vem se constituindo como uma alternativa importante para o desenvolvimento rural sustentável. “A grande importância deste evento é dialogar com os participantes sobre hábitos alimentares saudáveis e o valor nutricional dos alimentos para que eles possam compor, em suas famílias, um cardápio equilibrado e variado utilizando produtos disponíveis em suas unidades produtivas”, disse.

Programação
– A abertura do evento será feita pelo coordenador regional da Emater-PB em João Pessoa, Guilherme do Nascimento Soares, que sempre apoia as ações sociais. Durante todo o dia, os participantes terão a oportunidade de assistir palestras sobre o resgate de valores sobre a mandioca, sua utilidade e aproveitamento na alimentação, além de noções sobre as boas práticas de fabricação e higiene dos alimentos. Ao final, serão preparados alimentos a base de mandioca e socializadas as receitas elaboradas.

Aproveitamento
– Para Tereza Cristina, assessora estadual do Núcleo de Extensão Social (Nueso), através do preparo das receitas poderemos mostrar as formas de aproveitamento integral dos alimentos. “Da mandioca tudo se aproveita, inclusive raízes, folhas, casca” lembrou Tereza, acrescentando que pelo seu aproveitamento total é possível se criar diversos pratos evitando o desperdício.

Ela explica que existem dois tipos de mandioca: a mansa e a brava. A primeira é a conhecida macaxeira que é aproveitada in natura ou em pó e utilizada na produção de purês, bolos, pudins, biscoitos, dentre outros alimentos. Já a segunda é usada na fabricação de farinha, goma e derivados como beijus, bolos e tapiocas.

Grupo de Produção – Essas agricultoras da Comunidade Mata da Chica, que serão capacitadas nesta oficina, demonstram grande interesse em organizar um grupo de produção. O objetivo é disseminar para as demais famílias do entorno a importância da alimentação saudável e as possibilidades de utilização dos alimentos no preparo de um cardápio variado e nutritivo, aproveitando os produtos da época disponíveis nas unidades produtivas, o que traz uma valorização da cultura local.

Da Assessoria de Imprensa da Emater-PB