João Pessoa
Feed de Notícias

Exposição fotográfica destaca universo de travestis e transexuais

terça-feira, 12 de março de 2013 - 10:16 - Fotos:  Divulgação

A transfobia e a intolerância sexual contra transexuais e travestis são temas em discussão sob o olhar dos fotógrafos Paulo Rossi, Silvana Nascimento e Verônica Guerra, que abrem a exposição fotográfica “Variações do Feminino – poéticas do universo trans”, nesta quarta-feira (13), às 19h, no Casarão 34, em João Pessoa. O evento é uma realização da Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana e integra a programação mensal de atividades em comemoração ao 8 de Março.

Durante a abertura será exibido o vídeo documentário “Diário de Márcia”, do cineasta Bertrand Lira. O vídeo conta a história da transexual Márcia Gadelha, servidora pública do Estado. O cineasta e a protagonista farão um debate sobre o processo de realização do vídeo após a exibição.

A exposição é resultado de ações de extensão e pesquisa antropológica com a participação de alunos e professores do Núcleo de Cidadania e Direitos Humanos, da UFPB.  “Para além do preconceito e do estigma, as fotografias reunidas na exposição revelam uma humanidade que celebra o belo, a delicadeza do olhar, os gestos finos, os detalhes subliminares de trajetórias de vida e desejos que precisam ser valorizados, encantados, reconhecidos”, explica a professora do Programa de Pós-Graduação em Antropologia (PPGA), Silvana Nascimento.

Segundo a gerente executiva de Direitos Sexuais e LGBT da Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana, Roberta Schultz, entre a população LGBT, transexuais e travestis sofrem mais discriminação e preconceito. “Acompanhando a tendência da promoção da visibilidade e do avanço da luta de lésbicas, gays e bissexuais na sociedade, estamos realizando esta exposição que tem a missão de ser itinerante”, disse.

Segundo ela, a Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana trabalha para a mudança de mentalidade e investe em serviços e ações de enfrentamento à transfobia. “Temos o espaço LGBT com atendimento psicossocial e jurídico, o Comitê Estadual de Saúde Integral da População LGBT, além de trabalharmos com campanhas educativas de promoção de direitos e cidadania LGBT”, afirma.

O evento tem parceria com a Secretaria de Estado da Saúde, Núcleo de Cidadania e Direitos Humanos, Grupo de Pesquisa em Etnografias Urbanas, Grupo de Pesquisa em Etnografias Urbanas (Guetu), ambos da UFPB.