Fale Conosco

8 de julho de 2009

Exame de adolescente que esteve no Chile deu positivo, mas ela já saiu do isolamento domiciliar



A Secretaria de Estado da Saúde (SES) confirmou, nesta quarta-feira (8), o quinto caso de influenza A (H1N1) na Paraíba. O exame laboratorial de uma adolescente de 17 anos, moradora de João Pessoa, deu positivo para a doença, mas a paciente está bem e já teve alta do isolamento domiciliar, também nesta quarta-feira (8). A SES notificou ainda neste mesmo dia, o 18º caso suspeito da nova gripe no Estado, sendo o primeiro a se enquadrar como ‘doença respiratória aguda grave’, que – segundo o novo protocolo do Ministério da Saúde – deve ser monitorado, medicado e diagnosticado.

A gerente de Respostas Rápidas da SES, Diana Pinto, lembrou que a estudante infectada retornou do Chile no último dia 30 e adoeceu dois dias depois, mas como não estava entre as pessoas com fatores de risco para complicações e nem tinha doença respiratória aguda grave não precisou ser medicada, nem internada. Além do resultado desse exame, a SES recebeu outros dois laudos de amostras que estavam em análise no Instituto Evandro Chagas, em Belém (PA), que eram de uma engenheira de 50 anos e de uma estudante de Medicina de 20. Elas estiveram recentemente em países de risco e apresentaram sintomas de gripe, mas tiveram resultado negativo para o vírus H1N1.

Caso novo – O novo caso suspeito é de uma empresária de 43 anos, moradora de João Pessoa, que retornou da Argentina, desembarcando no Rio de Janeiro no último dia 4. Ela chegou à Paraíba na última terça-feira (7) e adoeceu no mesmo dia, apresentando febre, tosse, dispnéia, dor de garganta, mialgia, coriza, diarréia e cefaléia. A amostra de secreção para exame foi coletada pelo Laboratório Central do Estado (Lacen) e deverá ser encaminhada ao Evandro Chagas, nesta quinta-feira (9).

“A paciente tem uma pneumopatia, uma asma crônica. Ela teve falta de ar e é o caso que o MS manda a gente acompanhar, que seja medicado e diagnosticado. O protocolo do Ministério da Saúde recomenda fortemente a internação desse tipo paciente e a SES também, mas cabe ao paciente, à família e ao médico avaliar a necessidade de isolamento hospitalar. Essa paciente está em isolamento domiciliar e já vem sendo medicada”, explicou Diana.

Desde o surgimento da nova gripe, a SES notificou 18 casos suspeitos da doença, sendo que 12 foram descartados, cinco confirmados (um em Cabedelo e quatro em João Pessoa) e um está em investigação. A Secretaria só está notificando e monitorando os casos graves da doença e os que apresentarem risco de complicação. O tratamento com o medicamento ‘Oseltamivir’ somente será recomendado aos pacientes com agravamento do estado de saúde nas primeiras 48 horas desde o início dos sintomas, como determina o novo protocolo do MS. A confirmação da nova gripe por exame laboratorial só será feita nos casos graves ou em amostras, relacionados a surtos localizados.
 

Da Assessoria de Imprensa da SES-PB