João Pessoa
Feed de Notícias

Evento vai ocorrer no auditório da Federação do Comércio, no Centro de João Pessoa

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010 - 18:07 - Fotos: 

O Governo do Estado nomeia, na próxima terça-feira (2), os 104 profissionais classificados no Processo Seletivo Simplificado para preenchimento de vagas nos Centros de Referência Especializados da Assistência Social (CREAS), da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (SEDH).

Dos  465 inscritos,  244 pessoas foram selecionadas e 104 conseguiram atender os critérios publicados em edital. A seleção foi feita pela Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba (Espep).

O evento de nomeação ocorrerá, a partir das 9h, no auditório da Federação do Comércio, no Centro de João Pessoa, durante palestras sobre ‘Políticas Públicas da Assistência Social’.

Debates – A secretária de Estado do Desenvolvimento Humano, Giucélia Figueiredo, participará da abertura do evento com o secretário executivo Padre Nilson Nunes. A coordenadora do Programa de Políticas Públicas para Mulheres, Douracy Vieira, vai discutir com os novos funcionários as políticas públicas adotadas pelo Estado para mulheres e o atendimento nos CREAS.

As palestras sobre políticas públicas para crianças e adolescentes e ‘Benefício da Prestação Continuada para Idosos e Portador de Deficiência’ serão proferidas pelo técnico da ONG Concerne Universal, Hildevânio Macêdo, e pela técnica da SEDH, Maria Ivonete Morais.

Contratos – A assinatura dos contratos dos novos classificados será às 15h. O contrato de trabalho terá validade de 12 meses, a contar da data da assinatura do acordo individual, podendo ser prorrogado por igual período. A carga horária será de 40 horas semanais e a remuneração prevista no edital é de R$ 1.300,00 para todas as vagas oferecidas.

Foram oferecidas 21 vagas para advogado, 21 para assistente social, 41 para educador social e 21 vagas para psicólogos. O Estado mantém funcionamento 20 CREAS, que prestam serviços especializados e continuados às famílias com crianças e adolescentes, mulheres, idosos em situação de risco social ou pessoal.

Os atendimentos são de enfrentamento à violência, ao abuso sexual e a exploração sexual e de pessoas que tenham os direitos violados. Em 2009, esses Centros atenderam a 5.505 pessoas.

Da Assessoria de Imprensa da SEDH