Fale Conosco

16 de novembro de 2012

Evento divulga ações de igualdade racial na próxima segunda-feira



Com o objetivo de combater o racismo e promover políticas de igualdade racial, a Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana (Semdh) realiza, na próxima segunda-feira (19), às 9h, no Centro Cultural São Francisco, em João Pessoa, uma apresentação das ações voltadas à população negra e comunidades quilombolas. A atividade faz parte da programação do Dia da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro.

Para a secretária executiva da Mulher e da Diversidade Humana, Gilberta Soares, o evento é uma oportunidade de divulgar o balanço das ações do Governo do Estado em prol da população negra e lançar novos programas que irão combater diferenças raciais. “Através de ações integradas, podemos mudar a realidade dos negros aumentando o acesso igualitário à saúde, educação, moradia e redução dos índices de violência, tendo em vista que hoje os homens negros têm uma possibilidade doze vezes maior de ser assassinado em relação aos brancos”, revela.

De acordo com o censo do IBGE de 2010, a população paraibana é composta por 58% de negros. Atualmente existem na Paraíba 38 comunidades quilombolas distribuídas do Litoral ao Sertão.

“Temos um trabalho contínuo durante todo o ano que precisa ser ampliado, como o acesso aos serviços e a escolarização a exemplo da Escola Estadual Arlindo Bento de Moraes, em Santa Luzia, que atende a comunidade quilombola de Talhado Urbano com disciplinas voltadas à valorização da cultura afrodescendente e resgates históricos”, disse.

Projetos – Diversos projetos voltados à igualdade racial e cidadania da população negra são promovidos pelo Governo do Estado, entre eles, o Prima da Secretaria de Cultura que, através da música, consegue atender crianças de comunidades vulneráveis oriundas, em sua maioria, de famílias negras.

Por meio da Secretaria de Educação, em parceria com o Ministério da Educação, começou a ser desenvolvido o Projeto “A Cor da Cultura” que tem como objetivo principal a formação de professores da rede estadual de ensino para trabalhar com a temática racial dentro das escolas. Através de kits didáticos, já distribuídos nas escolas, os professores poderão utilizar livros e vídeos para alertar os alunos contra o preconceito racial.

Outro projeto inovador da Secretaria de Educação é o “Olhos Coloridos”. O objetivo é que os alunos façam vídeos em celulares com a temática da consciência negra e, posteriormente, serão escolhidos os melhores trabalhos de 27 escolas estaduais. Haverá também a capacitação de profissionais que trabalham nos Centros Sociais Urbanos sobre a temática racial.

Policiais Militares também receberam treinamento para atender casos de racismo, através do telefone 197. Existe ainda o Programa Brasil Quilombola que é uma pactuação do Governo Estadual, Federal e Secretarias de Políticas Públicas de Igualdade Racial com o objetivo de desenvolver ações conjuntas voltadas às comunidades quilombolas.