João Pessoa
Feed de Notícias

Evento acontecerá no Isea, em CG, e deverá contar com representantes do MS e SES

sexta-feira, 11 de junho de 2010 - 09:23 - Fotos: 

Neste sábado (12), Dia D contra a Pólio, o Ministério da Saúde vai lançar, na Paraíba, a Chamada Neonatal – um estudo que vai acontecer simultaneamente em 256 municípios de 17 Estados do Nordeste e da Amazônia Legal, para avaliar a saúde dos bebês menores de um ano e das suas mães. O lançamento da pesquisa acontecerá durante a abertura da Campanha de Vacinação Infantil, no Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), em Campina Grande, às 8h. O evento deverá contar com a participação de representantes do Ministério da Saúde e das secretarias de Estado da Saúde (SES) e Municipal da Saúde (SMS-CG).
 
Na Paraíba, irão participar da Chamada Neonatal 21 municípios, através de um questionário que será aplicado com as mães, que levarem seus filhos aos postos de vacinação. Das 1.007 unidades de saúde distribuídas no Estado, 98 terão equipes especiais formadas por 395 voluntários para fazer a pesquisa, nos municípios de João Pessoa (30 postos), Campina Grande (30), Alagoa Grande (2), Alhandra (2), Areia (2), Bayeux (2), Cabedelo (2), Cajazeiras (2), Esperança (2), Guarabira (2), Itabaiana (2), Juazeirinho (2), Mamanguape (2), Monteiro (2), Patos (2), Princesa Isabel (2), Queimadas (2), Santa Rita (2), Sapé (2), Sousa (2) e Taperoá (2).

Redução da mortalidade – A Chamada Neonatal é uma iniciativa do Ministério da Saúde (MS) para avaliar o atendimento feito às mães durante o pré-natal, parto e pós-parto e aos bebês menores de um ano, no âmbito do Pacto pela Redução da Mortalidade Materna e Infantil. A coordenadora estadual da pesquisa, Juliana Soares, gerente executiva de Ações Programáticas e Estratégicas (Geape) da SES, explica que cada posto terá cinco pessoas para aplicação do questionário. Os entrevistadores foram capacitados e receberão certificados como participantes da pesquisa, do Ministério da Saúde.

Em João Pessoa, por exemplo, os questionários serão aplicados em 30 postos por 150 alunos da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), sob a responsabilidade do professor Rodrigo Viana. Já em Campina Grande, mais 150 alunos da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) farão a pesquisa em 30 postos, sob coordenação do professor Dixes Figueroa Pedraza. “A pesquisa vai avaliar as ações realizadas em um ano de assistência às crianças e às mães, identificando as fragilidades, para que seja melhorada”, disse Juliana Soares. 

A mãe terá que assinar um termo de consentimento para participar da pesquisa e, em seguida, as crianças menores de um ano serão pesadas e medidas. Estas informações também irão constar no questionário. As crianças com desnutrição e excesso de peso e as mulheres com depressão pós-parto ou outros problemas serão encaminhadas a serviços de referência. Cada unidade deverá entrevistar 25 mães. Os questionários serão enviados ao Ministério da Saúde que irá avaliar os dados de todos os municípios nos meses de agosto, setembro e outubro. O resultado final será divulgado até dezembro deste ano.

Da Assessoria de Imprensa da SES-PB