João Pessoa
Feed de Notícias

Estudantes pernambucanos visitam campos de abacaxi e mamão na PB

quarta-feira, 16 de setembro de 2009 - 15:01 - Fotos: 

A Paraíba é conhecida nacionalmente pelo seu potencial no campo da fruticultura, com destaque para o abacaxi, mamão e coco. Essa posição está despertando o interesse de pessoas ligadas ao setor agrícola que buscam informações sobre as tecnologias utilizadas no desenvolvimento dessas culturas, trabalhadas pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater-PB).

Esta semana, uma missão técnica composta por professores e alunos do 8º período de Agronomia da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), unidade de Garanhuns, esteve visitando campos de abacaxi e mamão nos municípios do Conde e Mamanguape, no Litoral paraibano, onde essas culturas apresentam maior nível de desenvolvimento no Estado.

Processo – A visita técnica começou na manhã da terça-feira (15) no campo de abacaxi do produtor Luís Gonzaga Primo, no município do Conde, onde os 48 estudantes acompanhados dos professores Mairon Moura da Silva, César Auguste e Cristiano Souza Lima conheceram todas as etapas do processo de cultivo da fruta.

No mesmo dia, a comitiva visitou em Mamanguape uma plantação de mamão na propriedade de Roberto Cavalcante de Morais. Essas visitas foram acompanhadas pelo assessor estadual da cultura do abacaxi da Emater, engenheiro agrônomo Leôncio da Costa Vilar, uma das mais destacadas autoridades brasileiras do setor.

Palestras – O encerramento da visita, na sede estadual da Emater na estrada de Cabedelo, na Grande João Pessoa, culminou com uma série de palestras informativas sobre a extensão rural paraibana e a importância do trabalho executado com fruticultura no Estado. Os palestrantes foram os técnicos José Maurício, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA); José Teotônio de Lacerda, da Empresa Paraibana de Pesquisa Agropecuária (Emepa), mais os assessores estaduais da Emater, Leôncio Vilar e Pedro Paulo, que dissertaram especificamente sobre abacaxi e mamão.

A solenidade foi aberta pela diretoria colegiada da Emater, representada pelo presidente Hermano Araújo, e os diretores técnico e administrativo, Afonso Cartaxo e José Marinho de Lima, que falaram sobre suas experiências como extensionistas e o desenvolvimento das ações da empresa no Estado.

Novas técnicas – O professor Mairon Moura da Silva, da UFRPE, explica que a escolha da Paraíba para que os alunos tivessem contato com os trabalhos nas culturas de abacaxi e mamão se deve à posição de destaque do Estado no cenário nacional na produção dessas frutas. “A visita desse grupo de alunos e professores de Agronomia foi para tomar conhecimento da vivência e das novas técnicas de divulgação da Emater junto aos produtores, e para que eles tenham conhecimento dessa qualidade de fruta de abrangência do mercado nacional”, afirmou.

Para o professor pernambucano, a receptividade por parte dos estudantes foi excelente, tendo começado por uma área de produção de abacaxi e posteriormente conheceram o trabalho de um produtor de mamão, inclusive conhecendo o funcionamento de uma indústria de doce. “Com relação à Emater, os contatos foram muito bons, já que seus técnicos ajudaram na transferência de conhecimento”, explicou.

Com relação à assistência rural oferecida aos agricultores, Mairon Moura disse já tinha conhecimento das ações da Emater na Paraíba, mas agora foi a oportunidade dos alunos tomarem conhecimento desse potencial, além conhecerem o resultado das tecnologias junto aos produtores. “Aproveitamos para trazer outros professores de outras regiões recém contratados pela Universidade para que conhecessem esse trabalho da Emater”, informou.

Lourdinha Araújo, da Assessoria de Imprensa da Emater-PB
José Nunes, com fotos de Walter Rafael, da Secom-PB, e Pedro Gaspar