João Pessoa
Feed de Notícias

Estados do NE firmam compromisso para alcançar zona livre de aftosa

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011 - 16:14 - Fotos: 

Representantes das Secretarias de Agricultura de sete estados discutiram, durante encontro em Maceió (AL), as alternativas para alcançar ainda este ano a classificação de zona livre da aftosa com vacinação. Atualmente, Alagoas, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte se encontram classificados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) na zona de risco médio.

Somente com o cumprimento dessas metas é que esses estados podem alcançar a próxima etapa da classificação. Atendendo uma exigência do Ministério da Agricultura, os secretários estaduais de Agricultura e os dirigentes dos órgãos de defesa estiveram reunidos na quinta-feira (17), em um hotel de Maceió, e assumiram o compromisso de dar continuidade e reforçar a execução do que é determinado pelo Mapa.

Representando a Paraíba, estiveram no encontro os secretários do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, Marenilson Batista da Silva; o executivo de Agricultura e Pesca, Rômulo de Araújo Montenegro;  e o gerente Executivo da Defesa Agropecuária, Jamir Mascena de Sousa.

Os membros das secretarias discutiram alternativas para que a mudança ocorra ainda este ano, o que significaria uma contribuição direta no aumento de mercado para produtores, que terão acesso a outras regiões do Brasil.

No Nordeste, apenas Bahia e Sergipe estão na zona livre com vacinação. A idéia do Ministério da Agricultura é que os outros sete estados evoluam em conjunto para baratear os custos. “Tem que ter o controle das barreiras sanitárias, pode-se ter uma barreira só, a partir do momento que tiver todas as ações em conjunto, a gente elimina essas barreiras”, disse Francisco Jardim, secretário nacional de Defesa Agropecuária.

Objetivo comum
– “A doença não tem fronteiras. Por isso, é melhor avançarmos juntos. Esta união dos estados trará benefícios para todos e evoluir na classificação é um objetivo que deixa de ser apenas de Alagoas e já é de todos os Estados”, frisou o secretário-chefe do Gabinete Civil, Álvaro Machado, que na ocasião representava o governador Teotônio Vilela.

O secretário estadual Marenilson Batista da Silva disse que a Paraíba já está reforçando o cumprimento das exigências do Mapa, para que possa evoluir na classificação. “A Defesa Animal do Estado está reforçando a fiscalização do trânsito animal, e dando continuidade ao cadastro agropecuário”, explicou.

“A situação em relação ao cumprimento dessas exigências é semelhante em todos os sete Estados, e todos eles têm dificuldades, mas, claro, há o engajamento de técnicos e do setor produtivo rural”, esclareceu o gerente da Defesa Animal na Paraíba.

A mudança de status sanitário foi um dos assuntos da reunião dos governadores do Nordeste, nesta segunda-feira (21), em Aracaju (SE), e que contou com a presença da presidente Dilma Rousseff.