João Pessoa
Feed de Notícias

Estado investe R$ 1,5 bilhão em obras complementares à transposição do São Francisco

quinta-feira, 24 de agosto de 2017 - 11:26 - Fotos:  Secom-PB

O canteiro de obras complementares ao Projeto de Integração do Rio São Francisco (Pisf) inclui itens que vão desde a instalação de sistemas de esgotamento sanitário à construção de grandes equipamentos, como o sistema adutor TransParaíba – Ramal Curimataú. A Secretaria de Estado da Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia já construiu 1.386 km de adutoras, dos quais 877 dentro do Pisf, voltados exclusivamente para a distribuição de água vindas do Rio São Francisco.

A TransParaíba – Ramal Curimataú tem mais de 350 km de extensão, com diâmetro variando entre 150 mm a 600 mm, uma estação de tratamento que vai entregar água de qualidade à população, tendo capacidade de tratar mais de 544 litros por segundo. Ainda serão construídas 21 estações de bombeamento, beneficiando 148 mil habitantes em 19 municípios do Curimataú e Agreste, que sofrem com a escassez d’água. A obra faz parte do programa Mais Trabalho e prevê investimentos da ordem de R$ 220 milhões.

Vertentes Litorâneas – Outra grande obra que objetiva a segurança hídrica é o Canal Acauã-Araçagi – Adutor das Vertentes Litorâneas. O primeiro dos três lotes que compreende a obra está em fase de conclusão com previsão de entrega para este semestre. O canal possui uma extensão de 133 km, e atende 12 municípios diretamente e 35 indiretamente, onde mais de 600 mil habitantes serão beneficiados.

Ao todo, o Governo do Estado, em parceria com o Governo Federal, está investindo mais de R$1 bilhão na construção do canal. No início de agosto, o governador Ricardo Coutinho garantiu mais R$ 15 milhões, junto ao Ministério da Integração Nacional, para dar continuidade às obras.

Outras adutoras – Está em construção o sistema adutor de Boqueirão, que vai beneficiar moradores dos municípios de Riacho de Santo Antônio, Barra de São Miguel, Alcantil e localidades de Taboado I, II e III, Sangradouro, Lajes, Marinho e Canudos. Também em obras está o sistema adutor de Camalaú, que vai garantir segurança hídrica para as cidades de São João do Tigre, São Sebastião de Umbuzeiro, Zabelê, Camalaú e localidades de Cacimbinha e Jaburu. A entrega dessas obras está programada para o início de 2018. Elas estão recebendo investimentos superiores a R$ 24 milhões, tendo contrapartida do Governo Federal.

O secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia, João Azevêdo, ressalta que as medidas nesse setor tomadas pelo governador Ricardo Coutinho desde 2011 estão focadas na busca da segurança hídrica. “Desenvolvemos um programa muito forte de construção de adutoras. São mais de 1.300 km de adutoras em execução e obras complementares importantes como o Canal Acauã-Araçagi. Esse canal vai levar água desde a barragem Araçagi até o Norte do Estado, próximo ao Rio Curimataú. Esse obra é de extrema importância porque ela vai permitir o desenvolvimento de atividades econômicas numa região muito grande”, destacou.

O secretário também destaca a importância da construção da TransParaíba – Ramal Curitmaú, que está prestes a ser licitada. “O Governo investiu mais de R$ 113 milhões para adquirir toda a parte de tubulação da TransParaíba e as obras, no dia 12 de setembro, entrarão em processo de licitação. Nós esperamos que efetivamente essa obra traga a segurança para 19 municípios da região do Curimataú que serão beneficiados de uma única vez”, acrescentou.

Importância do saneamento – Obras de esgotamento sanitário também fazem parte das ações complementares ao Projeto de Integração ao Rio São Francisco. O Governo do Estado está estruturando a rede de esgoto nos municípios de Belém de Brejo do Cruz, Coremas, São Bento, São José de Piranhas, Cabaceiras, Caraúbas, Coxixola, Livramento e São José dos Cordeiros, Serra branca e Taperoá. Nestas ações, os investimentos já ultrapassam R$ 76 milhões.

Na zona rural – No que se refere ao abastecimento da população rural, o Governo do Estado está executando obras em comunidades rurais, localizadas em um raio de 5 km ao longo dos canais do São Francisco com as Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional. Os municípios atendidos são Monteiro, São José de Piranhas, Monte Horebe e Cajazeiras. Ao todo 17 comunidades estão sendo beneficiadas. Nestas obras, estão sendo investidos recursos na ordem de R$ 25 milhões.

Ainda na zonal rural, estão sendo instalados 93 sistemas de dessalinização, espalhados em 37 municípios, por meio do Programa do Governo Federal, Água Doce. Mais de 50 mil pessoas do semiárido estão sendo beneficiados com os sistemas que somam um investimento superior a R$ 36 milhões.

Outra ação focada na zona rural é a construção de 203 sistemas de abastecimento de água e 177 barreiros que são pequenas barragens de acumulação de água. Atualmente, 132 municípios paraibanos estão sendo atendidos pelas duas ações do programa. O Água Para Todos prioriza comunidades rurais cujos habitantes se encontrem em situação de vulnerabilidade social. Para a execução do programa o Governo da Paraíba, junto ao Governo Federal, está investindo mais de R$ 30 milhões.