Fale Conosco

12 de abril de 2013

Estado investe 13,5% do orçamento na saúde e supera índice determinado pelo Governo Federal



O Governo do Estado investiu em 2012 cerca de R$ 800 milhões em Saúde, o que corresponde a 13,5% da receita bruta do Estado, superando com isso o que determina a Emenda 29 de aplicação de 12% do orçamento no setor. Os dados foram apresentados no final da manhã desta quinta-feira (11) pelo secretário de Estado da Saúde, Waldson Dias de Souza, durante sessão na Assembleia Legislativa do Estado.

Em seu pronunciamento, o secretário explicou que os recursos financeiros foram aplicados em vários serviços, que vão desde a qualificação profissional, compras de equipamentos, medicamentos e, acima de tudo, na reestruturação e regionalização da Rede Hospitalar do Estado com a construção, reforma e ampliação das unidades de saúde e com a criação da Rede de Urgência e Emergência, que está proporcionando um atendimento com qualidade, eficiência e humanizado a toda a população paraibana.

De acordo com Waldson de Souza, somente em 2012, mais de 2 mil profissionais de saúde foram qualificados e capacitados para exercerem suas atividades com responsabilidade, profissionalismo e respeito para com o paciente. Com esses investimentos, o Estado mantém hoje uma rede hospitalar formada por 33 unidades de saúde que oferecem 2.248 leitos. Esses serviços foram responsáveis por 48.405 internações ano passado na Paraíba.

O secretário destacou que, somente em contrapartidas, os investimentos somaram mais de R$ 26 milhões, que foram empregados no Samu, nas UPAs, na Assistência Farmacêutica e nos serviços de oncologia e cardiologia.

Na rede hospitalar, entre as unidades de saúde que foram construídas, ampliadas, recuperadas e equipadas, Waldson Souza destacou o Hospital de Belém do Brejo do Cruz, que estava em obras há mais de 11 anos e agora foi concluído pelo governador Ricardo Coutinho. Para o que serviço funcione, mensalmente o Estado repassa para a Prefeitura Municipal R$ 75 mil.

Na área de atendimento pediátrico, o secretário destacou o convênio com o Círculo do Coração, de Recife (PE) e, graças a essa parceria, mais de cem cirurgias cardíacas já foram realizadas em menos de um ano por meio de 12 maternidades que trabalham de forma integrada em todo o Estado e com isso essas crianças não precisam mais se deslocar para outros Estados da Federação em busca de atendimento médico especializado.

A saúde da mulher também recebeu investimentos com a construção da maternidade Peregrino Filho em Patos e a implantação Rede Cegonha, que registrou aumento no número de exames de prevenção do câncer de colo de útero, mamografias, além de outros serviços voltados para a melhoria da saúde da mulher.