João Pessoa
Feed de Notícias

Estado capacita gestores sociais dos 223 municípios a partir desta terça

segunda-feira, 14 de março de 2011 - 18:32 - Fotos: 

Cerca de 400 pessoas – entre gestores e técnicos dos municípios paraibanos –  participarão da Formação no âmbito do Sistema Único da Assistência Social (Suas), promovida pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano. Serão três dias de atividades, com início programado para as 8h30 desta terça-feira (15), no auditório do Hotel Caiçara, na Capital.  O evento contará com a presença do governador Ricardo Coutinho e alguns secretários de Estado na cerimônia de abertura.

A Secretária de Desenvolvimento Humano do Estado, Aparecida Ramos, destacou a importância da capacitação dos profissionais que trabalham com assistência social na Paraíba. “Esse processo é imprescindível para um melhor atendimento à população. Com um corpo técnico qualificado podemos ampliar o atendimento às famílias em condição de vulnerabilidade social”.

O público presente será formado por representantes de diversas entidades, a exemplo do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social (Coegemas), Comissão Intergestora Bipartide (CIB); além de coordenadores dos Centros Sociais Urbanos (CSU) e técnicos dos Centros de Referência Especializado em Assistência Social (Creas). Durante o evento, mais de 100 técnicos de 20 Creas regionais terão seus contratos renovados pelo Governo do Estado.
Palestrantes:

Maria do Rosário Corrêa Salles – pesquisadora de Pós-Graduação do Programa Adolescente em Conflito com a lei da UNIBAN-SP
Maria Helena Lavinas – pesquisadora de Pós-Graduação em Políticas Públicas do Instituto de Economia da UFRJ.

Aldaíza Sposati – pesquisadora do Programa de estudos Pós-Graduados em Serviço Social da PUC-SP

Suas – O Sistema Único de Assistência Social é uma ação pública que organiza, de forma descentralizada, os serviços socioassistenciais no Brasil. Coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), o Sistema é composto pelo poder público e sociedade civil, que participam diretamente do processo de gestão compartilhada. Com um modelo de gestão participativa, ele articula os esforços e recursos dos três níveis de governo para a execução e o financiamento da Política Nacional de Assistência Social (PNAS), envolvendo diretamente as estruturas e marcos regulatórios nacionais, estaduais, municipais e do Distrito Federal.