Fale Conosco

28 de janeiro de 2015

Estado apoia atividades do Projeto Rondon



Quinze municípios paraibanos estão incluídos na Operação Porta do Sol, do Projeto Rondon, que vai mobilizar 299 rondonistas voluntários e 30 instituições de ensino superior em atividades de cultura, educação, saúde, direitos humanos e justiça, tecnologia, trabalho e meio ambiente que serão realizadas até o dia 7 de fevereiro. A abertura do projeto ocorreu no sábado (24) e o secretário Educação, Aléssio Trindade, representou o Governo do Estado na solenidade realizada na Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Arte, em João Pessoa.

As atividades vão enfocar a valorização da cultura local e promover o intercâmbio de informações; de direitos humanos e justiça, capacitando gestores municipais, conselheiros e lideranças comunitárias em gestão de políticas públicas, particularmente no setor de desenvolvimento social, enfrentamento das situações de trabalho infantil e exploração sexual, dinamizando ou criando os conselhos municipais.

No campo da educação, o Projeto Rondon capacita educadores sobre técnicas de ensino e aprendizagem, motivação, relacionamento e educação inclusiva. Na saúde, busca a capacitação de agentes em saúde da família, bucal, ambiental, sexual de adolescentes, na prevenção da prostituição infantil, da violência contra mulher, crianças e adolescentes e prevenção ao uso do álcool e drogas, além do incentivo ao esporte, lazer e nutrição saudável com alimentos regionais.

As atividades da Operação Porta do Sol no tema comunicação visam capacitar agentes multiplicadores na produção e difusão de material informativo para a população usando as rádios comunitárias. No tocante ao meio ambiente, tem por objetivo mobilizar campanhas de saneamento. Já na área do trabalho, o projeto capacita produtores locais e incentiva o cooperativismo e empreendedorismo, promovendo ações que desenvolvam o potencial turístico e, por fim, no setor de tecnologia, visa disseminar soluções autossustentáveis que melhorem a qualidade de vida das comunidades.

Projeto Rondon –Criado em 1967, já levou mais de 12.000 rondonistas a cerca de 800 municípios. Trata-se de um projeto de integração social que envolve a participação voluntária de estudantes universitários na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes e ampliem o bem-estar da população.

Suas regiões prioritárias de atuação são aquelas com maiores índices de pobreza e exclusão social, bem como áreas isoladas do território nacional que necessitem de maior aporte de bens e serviços, por isso, prioriza as regiões Norte e Nordeste do país.

O Projeto Rondon é realizado em parceria com diversos ministérios e tem o apoio das Forças Armadas, que proporcionam o suporte logístico e a segurança necessários às operações. Conta, ainda, com a colaboração dos Governos Estaduais, das Prefeituras Municipais e de empresas socialmente responsáveis.

O projeto tem como objetivos contribuir para a formação do universitário como cidadão, integrar o universitário ao processo de desenvolvimento nacional, por meio de ações participativas sobre a realidade do País, consolidar no universitário brasileiro o sentido de responsabilidade social, coletiva, em prol da cidadania, do desenvolvimento e da defesa dos interesses nacionais e estimular no universitário a produção de projetos coletivos locais, em parceria com as comunidades assistidas.