João Pessoa
Feed de Notícias

Esposa de Carlos Prestes lança livro no Festival de Artes de Areia

sexta-feira, 2 de agosto de 2013 - 14:30 - Fotos:  Roberto Guedes/Secom-PB

Roberto Guedes/Secom-PB

Literatura e história também integram a 14ª edição do Festival de Artes de Areia. Na noite desta quinta-feira (1) a esposa de Luiz Carlos Prestes, Maria Prestes, lançou o livro “Meu Companheiro – 40 anos ao lado de Luiz Carlos Prestes”.  O lançamento foi realizado na Câmara dos Vereadores no centro de Areia e contou com a presença do governador Ricardo Coutinho.

O evento teve início com um debate sobre a trajetória de vida da autora pernambucana, hoje com 83 anos. A obra traz detalhes inéditos sobre o período que ela esteve ao lado do marido Luiz Carlos Prestes, durante o período de luta política pelo comunismo no Brasil e no Mundo.

As discussões foram conduzidas pela secretária de Estado da Mulher e Diversidade Humana, Gilberta Soares. O governador Ricardo Coutinho; o  secretário de Estado da Cultura, Chico César; o prefeito de Areia, Paulo Gomes; a presidente da Câmara Municipal da cidade, Ana Paula Gomes; a autora do livro, Maria Prestes e o filho dela, Luiz Carlos Prestes Filho, participaram da mesa de debate.

“Eu estava na Associação Paraibana de Imprensa na última vez que Prestes esteve na Paraíba e tive a oportunidade de constatar de perto o mito e o militante que ele sempre representou. É uma honra muito grande receber sua companheira Maria Prestes em um evento como esse, pois Festival de Areia sempre foi um encontro intelectual de resistência, desde a época da ditadura militar e que agora conseguimos resgatar”, afirmou Ricardo Coutinho.

A obra, de mais de 200 páginas, teve primeira publicação no ano de 1994 e atualmente está na quarta edição. A novidade desta edição é o lançamento também em língua espanhola, com o objetivo de alcançar os países latinos, onde Prestes teve uma grande representação.

“É uma enorme satisfação retornar a um estado onde a coluna Prestes também fez história e não poderia ter uma ocasião melhor que esse festival, onde estamos celebrando a temática Paraíba Feminina de Cultura – Mulher é ArteNo texto trago memórias sobre a minha infância, adolescência e da vida ao lado do velho Prestes, além do importante período de nove anos, entre os anos 70 e 80, onde vivi com os nove filhos na União Soviética”, revelou Maria Prestes.

O secretário de Estado da Cultura, Chico César destacou a importância dos 24 mil quilômetros percorridos pela coluna Prestes em 11 estados brasileiros, durante dois anos e meio, formando a maior marcha militar da história da humanidade.

“A luta de prestes continua viva entre nós e é mais uma vez reforçada através dessa obra. A temática do nosso festival não é apenas voltada para as mulheres, mas partimos de discussões criadas com aspectos específicos e partimos para debates mais amplos. E a trajetória de dona Maria é um exemplo de luta pelo desenvolvimento econômico político e social do país.”, acrescentou o secretário.

Luís Carlos Prestes Filho destacou que foi feito um mapeamento das cidades por onde a Coluna Prestes passou em 1925 e a cidade de Sousa foi uma delas. Existe um projeto para se desenvolver um roteiro turístico nessa rota, além da construção de um memorial em cada um desses locais.

A população também interagiu com os integrantes da mesa, apresentando questionamentos e sugerindo aspectos para novas discussões.

O Festival - O 14º Festival de Artes de Areia se encerra neste domingo (4), reunindo atividades artístico-culturais nas áreas de literatura, dança, música, teatro, cinema, circo e artes visuais, com participantes de vários Estados.

Caminhos do Frio

O projeto Caminhos do Frio começou pela cidade de Bananeiras (de 22 a 28 de julho) e seguiu para Areia, onde foi aberto na segunda-feira (29) e será encerrado neste domingo (4). As demais cidades da rota são: Serraria (5 a 11/8), Pilões (12 a 18/8), Alagoa Nova (19 a 25/8) e Alagoa Grande (26/8 a 1/9).