Fale Conosco

4 de agosto de 2011

Espep habilita servidor para se comunicar na linguagem de sinais



Dentro do projeto do Governo da Paraíba de proporcionar mais a acessibilidade às pessoas especiais nos diversos órgãos estaduais, a Escola de Serviço Público da Paraíba (Espep) mantém em seu calendário o curso básico de Intérprete de Libras. Nesta quinta-feira (4), mais uma turma concluiu o curso. O próximo será iniciado no dia 15 deste mês, estendendo-se até o dia 19.

Com o curso, os servidores que lidam diretamente com o público poderão manter uma comunicação básica com os deficientes auditivos, que necessitam ser atendidos por profissionais que entendam e falem a linguagem de sinais. “Isso garante a acessibilidade e a sociabilidade”, disse o professor Jonas de Melo Maciel, deficiente auditivo.

De acordo com o professor, os alunos do curso vão atender melhor e oferecer a orientação básica que os deficientes auditivos necessitam quando procuram algum órgão. “Em qualquer ambiente onde há atendimento ao público é necessário que haja alguém habilitado. O curso da Espep é muito importante e ajuda a difundir a linguagem de sinais”, disse.

Segundo a técnica social da Cehap, Lanúzia Medeiros, que também fez o curso na Espep, existe a necessidade de profissionais que saibam se comunicar em libras. “A política de acessibilidade do atual Governo é mais centrada, mais preocupada com a acessibilidade”, ressaltou. A servidora Severina Soares, que trabalha no setor de protocolo da Defensoria Pública, disse que a demanda de deficientes auditivos é muito grande. “Com o curso, vou poder receber  quem necessita de um atendimento especial”.

No curso de Libras, os alunos aprendem os parâmetros da língua de sinais; expressão facial e corporal; conceitos e mitos sobre a língua de sinais e a comunidade surda; a gramática da língua de sinais; alfabeto manual e numerais; saudações e cumprimentos; frases exclamativas, afirmativas, interrogativas e negativas. Mais informações pelo (83) 3214-1984.