João Pessoa
Feed de Notícias

Espaço Cultural tem programação que fala até de jornalismo

sexta-feira, 28 de maio de 2010 - 14:57 - Fotos: 
O último dia do Fenart está nas mãos (e na voz) de um dos grandes nomes da boa música brasileira, o pernambucano Lenine, num show gratuito, no palco principal do Espaço Cultural. Lenine volta a João Pessoa com o mais novo trabalho – “Labiata” – o primeiro álbum de inéditas desde Falange Canibal, de 2002. O astro da música popular brasileira vem mostrar o novo trabalho, onde priorizou o desencadear das canções, a dinâmica e o relevo sonoro, além do novo repertório. Sem esquecer de pincelar o espetáculo com algumas canções dos discos anteriores.
Integrante da turma de roqueiros que tomavam as ruas da capital pernambucana nos anos 70 (de bandas como Ave Sangria e músicos como o guitarrista Robertinho do Recife), Lenine foi, assim como muitos de seus amigos, se interessando aos poucos pela MPB – em especial, aquela de cheia de sofisticação e energia, de Gilberto Gil e Milton Nascimento.

Em 1981, já morando no Rio de Janeiro, ele deu o primeiro passo de maior importância em sua carreira participando do festival MPB 81, da TV Globo, com a composição “Prova De Fogo”. No ano seguinte, lançou o seu primeiro LP, Baque Solto, gravado em parceria com o conterrâneo Lula Queiroga, mas infelizmente o disco não teve grande repercussão na época, apesar da força de músicas como a “Prova De Fogo e “Trem Fantasma”. Veio “Na Pressão”, disco em que ele repetiu o formato sonoro, apresentou músicas como “Paciência”, “Alzira” e “A Torre” e “Relampiano” (parceria com Paulinho Moska.

Zuenir Ventura fala sobre jornalismo

No Auditório Verde, um dos mais importantes jornalistas vivos do Brasil, Zuenir Ventura, faz uma reflexão sobre o tema “O jornalismo dos Primeiros 10 anos do século 21”. A mesa, encabeçada por Zuenir, começa às 14 horas, ao lado dos jornalistas Marcela Sitônio, Jô Mazarollo e Gonzaga Rodrigues. A entrada é gratuita. Na sequência, o jornalista mineiro lança o livro "Conversa Sobre o Tempo", logo após momento de autógrafos.

Zuenir Carlos Ventura é jornalista e escritor, além de colunista do jornal O Globo e na Revista Época. Ganhou o Prêmio Jabuti em 1995, na categoria reportagem, pelo livro ‘Cidade Partida’.

O Fenart traz, com exclusividade para os paraibanos, o lançamento do livro que mostra uma deliciosa conversa entre dois grandes amigos: Zuenir Ventura e Luis Fernando Veríssimo. A obra é uma seleção de falas dos dois, coletada da recente entrevista concedida a Arthur Dapieve.

Zuenir estará presente no festival, que entra no circuito de lançamentos da publicação. O material passeia pelos mais variados temas: família, paixões, amizade, política e morte. Veríssimo não poderá comparecer ao lançamento em João Pessoa, pois está na Europa nos preparativos para suas crônicas da Copa do Mundo.
 
Revelação na música instrumental, Diego Figueiredo faz show no Bangüê

O músico Diego Figueiredo desembarca em João Pessoa para fazer bonito no Fenart. Revelação da música instrumental dos últimos anos, o guitarrista apresenta ao público paraibano seu estilo e sofisticação, às 19h, no Cine Bangüê.

Com elogios de mestres do jazz internacional, Figueiredo explora a música brasileira em uma fusão com o jazz, acompanhado por dois músicos. Aos 29 anos este paulista de Franca foi premiado duas vezes no Montreux Jazz Festival (2005 e 2007) pelo seu toque único na guitarra.

No repertório, composições de Diego Figueiredo do disco "Vivência" (Biscoito Fino): Vivência, Borboleta azul, Rumo ao mar, Bola sete, Baiãozinho, Picote, Esperançosa, Nossa Noite, Gandaia, Choro Azedo, Paschoa, Valda.

Dois espetáculos da Cia. Gesto, do Rio de Janeiro no Paulo Pontes

O Fenart apresenta a Cia. gesto do Rio de Janeiro, com dois espetáculos: “Maria Eugênia”, às 15h e “A Margem”, às 20h, no Teatro Paulo Pontes. Os trabalhos mais recentes da Companhia, Maria Eugênia e A Margem, tratam da pesquisa sobre o mesmo tema (o universo dos moradores de rua) desenvolvida de 2004 a 2006, que resultou em dois espetáculos irmãos, com mesmo elenco e equipe técnica.

Maria Eugênia, voltado para o público infantil, utiliza o arquétipo de palhaços tramp (vagabundos) em cena, com uma abordagem que o humor lúdico e poético. A Margem se aproxima do humor ácido dos bufões para tratar do tema expondo a crueza da incomunicabilidade e da loucura desses seres da rua, sem perder o humor ou o lirismo.

A Companhia do Gesto foi criada em 1975, em Brasília, com o nome de Grupo de Máscaras, ligado ao teatro coletivo. Em 1984, mudam-se para o Rio de Janeiro, estreando o primeiro espetáculo em 1987, ‘O Clowns’. A companhia é pioneira no estudo da linguagem do Teatro Gestual no Brasil, aplicando essa técnica em todas as montagens.

Shows da noite de encerramento

Às 21h, Beto Brito dá o ar da graça no Palco 2, mesclando repente, rabeca e côco. Depois, Lenine ancora no Palco Principal às 22h e a Cabruêra encerra as festividades no Palco 2, às 23h.

Com atrações e atividades para todos os gostos e idades, o Fenart fez aquilo que se propôs: uma pausa na dinâmica da vida contemporânea, possibilitando ao público um mergulho de 7 dias nas mais variadas formas de representação artística, assumindo o compromisso de fazer do mês de maio um mês inesquecível.

Programação de sábado

Cultura Popular
Praça do Povo
18h – Boi de Rei – Estrela do Norte – Mestre Pirralhinho – PB
Artes Visuais
Mezanino 1
18h – Mostra de Artes Visuais
Sala Especial José Rufino
– Coletiva“A Fotografia Contemporânea Paraibana”
Galeria Archidy Picado
-“Desvios, o Fim das Coisas” – Adriana Aranha – PB
Atividades Diversas
Praça do Povo
A partir das 19h – Feira de Artesanato
A partir das 19h – Feira Capim Fashion

Literatura
Auditório Verde
14h – Cena Contemporânea: Zuenir Ventura, Marcela Sitônio, Jô Mazarollo, Gonzaga Rodrigues. Tema da mesa: O jornalismo dos Primeiros 10 anos do século 21 (2000-2010).
18h – Lançamento do livro "Conversa Sobre o Tempo", de Zuenir Ventura, com a presença do autor.
Mezanino 1
A partir das 16h – Exposição de xilogravura em Cordel-Marcelo Alves -PE
Submezanino 2
A partir das 16h – Exposição de Sivuca
Praça do Povo
A partir das 16h – Feira de Livros
17h – Sarau Poético com: Antônio Mariano, Sergio Castro Pinto, Oliveira De Panelas e Marco Di Orélio. Na Praça do Povo.

Música Instrumental
Cine Bangüê
18h – Caninga Trio -  RN
19h – Diego Frigueiredo Trio – SP
Teatro
Teatro Paulo Pontes
15h – Espetáculo “Maria Eugênia” – Cia. do Gesto – RJ. Direção: Luiz Igreja
Auditório Zé da Luz
18h – Projeto Ensaio – “Incelência” – Cia. do Rosário – PB. Direção: Andréia Macera
Teatro Paulo Pontes
20h – Espetáculo "A Margem" – Cia. do Gesto (RJ). Direção: Luiz Igreja.

Dança
Teatro de Arena
19h – Espetáculo "Ethnotron – Ghetto Experiment" – Tribo Ethnos -  PB. Direção e coreografia Vant Vaz
Palco 2
20h Espetáculo “Reflexo” – Cenário da Dança – PB. Direção e Coreografia Isabela Aranha

Música
Palco 2
21h – Show com Beto Brito – PB
23h – Show com Cabruêra
Palco 1
22h – Show com Lenine – PE

SERVIÇO

13ª FENART – FESTIVAL NACIONAL DE ARTE
Onde: Espaço Cultural (R. Abdias Gomes de Almeida, 800, Tambauzinho, João Pessoa – tel.: 83.3211.6210)
Quando: de 23 a 29 de maio, a partir das 18h.
Quanto: gratuito (exceto para cine-teatro Bangüê e teatro Paulo Pontes, cuja entrada será R$ 5, preço promocional estudante).

Assessoria de Imprensa da Funesc