João Pessoa
Feed de Notícias

Escola estadual lança projeto Sesqui na prevenção ao câncer de mama

segunda-feira, 7 de outubro de 2013 - 12:51 - Fotos: 

Estudantes, professores e funcionários da Escola Estadual Sesquicentenário, em João Pessoa, estão participando das comemorações alusivas ao Outubro Rosa com o projeto ‘Sesqui na prevenção ao câncer de mama’. O projeto foi idealizado pela professora Mauricélia Moisés, que lutou contra a doença. Durante este mês serão realizadas palestras focadas no cuidado com a saúde, além de exposições com depoimentos de pessoas que foram acometidas pelo câncer de mama e pesquisas sobre o movimento Outubro Rosa.

A abertura do projeto, ocorrida no último dia 2 deste mês para os estudantes do Ensino Médio do Sesquicentenário, contou com palestras da professora Mauricélia Moisés e da jovem Aline Sousa, que também enfrentou a batalha contra o câncer de mama.

A professora contou que foi acometida pelo câncer de mama há três anos e sentiu a necessidade de trabalhar o assunto na comunidade escolar. “Apesar de ser um exemplo vivo de que o câncer de mama está cada vez mais próximo da nossa família, me deparei com colegas de trabalho que nunca haviam feito uma mamografia. Isso é muito sério para mim. Então, tive a ideia de fazer essa ação na escola. O meu objetivo é atingir o maior número possível de pessoas, não só os alunos, mas os pais também. A escola é local ideal para divulgar o máximo de informação relacionada à questão da saúde, tanto do homem quanto da mulher”, afirmou.

Ela disse que levou a colega Aline Sousa, que tem 24 anos e foi acometida pelo câncer de mama, para falar sobre a sua experiência. “Eu utilizei o meu local de trabalho para atingir o público que queria, os jovens, já que tem muita gente jovem sendo acometida pelo câncer. Todo mundo tem que abraçar essa causa porque o câncer está chegando na nossa vida sem pedir permissão. A maior arma contra o câncer de mama é a informação. Estamos no período de tomar atitude e ir em busca da prevenção com o autoexame. Então, devido ao que passei, me comprometi com a causa, sou ativista do Outubro Rosa. É bom saber que mais pessoas passaram pela experiência, alivia mais a nossa dor e o caminho que a gente vai trilhar”, explicou Mauricélia.

Abertura – Durante a abertura, foi inaugurado o “cantinho rosa”, local escolhido para a realização dos eventos e palestras em saúde neste mês. Os estudantes do Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano) e do Ensino Médio assistirão palestras sobre estresse, autoestima, relação interpessoal, alimentação saudável e primeiros socorros.

Sobre a palestra de abertura, a estudante Nadja Silva, da 3ª série do Ensino Médio, disse que foi bastante esclarecedora. “A palestra foi muito importante porque aprendemos a nos cuidar através do autoexame e utilizando pessoas da nossa idade como exemplo. Por ser jovem, a gente acha que não pode acontecer. As dúvidas de como fazer o exame do toque e de prevenção foram sanadas”, disse.

O estudante Albert de Oliveira, do 2º ano do Ensino Médio, também aprendeu a importância do cuidado com a saúde. “A gente aprendeu que não só as mulheres devem se cuidar com a questão do câncer, os homens também. Nós devemos fazer o autoexame e procurar o médico. A gente pode se prevenir fazendo exames e conhecendo melhor a doença porque as pessoas acham que o câncer é um bicho de sete cabeças, que quem tem não pode ter vida normal, mas isso é mentira. Aqui está o exemplo da nossa professora”, concluiu.