João Pessoa
Feed de Notícias

Escola estadual ensina a alunos conservação do patrimônio público

quinta-feira, 24 de outubro de 2013 - 09:48 - Fotos: 

A conservação do patrimônio público é cotidianamente debatida durante as aulas e outras atividades pedagógicas na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Profissionalizante Maria do Carmo de Miranda, localizada no Bairro de Jaguaribe em João Pessoa.

O objetivo é promover a conscientização de toda a comunidade escolar quanto à valorização, conservação e preservação da unidade de ensino, bem como dos bens pertencentes à comunidade em geral.

A diretora e idealizadora do projeto “Escola limpa e conservação do patrimônio público”, Maria Airan Cezar, explica que ao longo do ano as atividades realizadas com os estudantes desenvolvem os temas da conservação e da limpeza do patrimônio público: “Assim, pretendemos incentivar a prática da conservação de todos os mobiliários e materiais dos diversos departamentos da escola, como secretaria, salas de aula, quadra esportiva e refeitório, além de reconhecer o espaço em que se vive e perceber-se como parte dele, compreendendo que o lugar determina aspectos importantes da vida. Queremos que os estudantes adotem uma atitude responsável em relação às questões ambientais na escola e na comunidade”, acrescenta.

Na quarta-feira (23) 400 alunos realizaram apresentações culturais e artísticas e a exposição de trabalhos que resultaram das atividades do projeto neste ano.

A coordenadora do projeto, professora Maria Zilma dos Santos, afirmou que os alunos participaram de diversas oficinas de aprendizagem sobre coleta seletiva e aproveitamento do lixo e do meio ambiente escolar. “Os temas foram trabalhados de forma coletiva e interdisciplinar, com orientação dos professores. Além disso, foram exibidos vídeos e filmes e os estudantes fizeram leitura e reflexão de textos, pesquisas, participaram de palestras e debates, enquetes, dramatizações e peças teatrais e confeccionaram folder, faixa, cordel e paródia sobre o tema”, explicou.

Os alunos assistiram ainda a uma palestra de equipe da Empresa Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) sobre o trabalho de prevenção, preservação e transformação do lixo da cidade. “Eles também fizeram uma campanha para doações de materiais de limpeza, higiene e de alimentos não perecíveis ao asilo de idosos localizado na Mata do AMEM. Essa ação vem sendo desenvolvida há alguns anos já”, explicou a professora.

Exposição de trabalhos – Estudantes da 4ª série do Magistério da Escola Estadual Maria do Carmo apresentaram dois projetos. “Os projetos que nós desenvolvemos foram o cordel “Lamento Anormal” e o “Ensinando e aprendendo geometria”. O cordel foi feito de maneira coletiva e cada integrante da sala colaborou com um verso. O de Geometria também foi feito por todos, que confeccionaram formas geométricas a partir de jornais que iriam para o lixo.

O cordel fez uma linha do tempo de 2010 até hoje sobre a escola, que não está mais como a encontramos. Ela está passando por uma reforma e retratamos isso no cordel”, esclareceu a estudante Cristiana Freire do Nascimento.

A estudante Danielle Dantas, da mesma turma, afirmou que o projeto foi uma forma de se despedir da escola, já que eles estão no último ano do curso de Magistério. “Fizemos tudo com muita emoção porque foram quatro anos de muita luta. Sabemos que quando se fala em patrimônio público são as carteiras e livros, mas pensamos primeiro no prédio em que estamos e foi pensando nisso que fizemos o cordel”, disse.

O estudante Luziel Augusto comentou que, na escola, ele aprendeu valores como partilha e cooperação. “Esse projeto e todos os outros que fizemos, como o de cidadania e meio ambiente, são aprendizados que não vamos esquecer nunca. Nosso fechamento foi com o cordel. Fizemos uma escola em reforma ter vida e trabalhar. Isso é gratificante”, disse.