João Pessoa
Feed de Notícias

Equipe do Serviço Social do Hospital de Trauma participa de capacitação

quarta-feira, 6 de julho de 2016 - 18:03 - Fotos: 

A equipe do Serviço Social Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena participou, nessa terça-feira (6), no auditório da unidade de saúde, de uma palestra sobre laudos e pareceres sociais. O foco do evento foram os principais instrumentos técnico-operativos que norteiam a elaboração do estudo social.

A professora-doutora do Departamento do curso de Serviço Social da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Luciana Cantalice, responsável pela palestra, falou sobre a iniciativa. “Toda prática deve ter uma reflexão do próprio cotidiano, só assim pode-se identificar as necessidades, possibilitando intervenções norteadas pelos fundamentos que orientam a profissão. Por isso, é muito importante a equipe participar desse tipo de atividade”, afirmou.

O laudo e o parecer social são partes integrantes do estudo social utilizado para explorar uma determinada situação e são de uso específico do profissional da assistência social. Para construí-lo, é necessário lançar mão desses instrumentos.

“Estamos sempre focadas na otimização da assistência. Por esta razão, elaboramos planejamento incluindo atividades que visam à capacitação das nossas profissionais, incluindo iniciativas como seminários, cursos e também palestras, entre outras”, ressaltou a coordenadora do Serviço Social do hospital, Neuma Ribeiro.

A assistente social do Hospital de Emergência e Trauma, Aline Marinho, falou sobre a importância da palestra. “Foi um momento bastante proveitoso, de enriquecimento para a nossa prática profissional no complexo hospitalar. Acrescentou muito conteúdo ao desenvolvimento do nosso trabalho”, frisou.

Serviço Social - Atualmente, trabalham no Hospital de Emergência e Trauma e no hospital de retaguarda, Hospital de Traumatologia e Ortopedia da Paraíba – Htop, 30 assistentes sociais. O setor funciona 24 horas, com plantões de 12 horas.  Na rotina do complexo hospitalar, as atribuições das assistentes sociais vão desde viabilizar os direitos do paciente, oferecer informações administrativas, encaminhá-los para realização de exames externos, solicitar ambulância e transferência hospitalar, até dar apoio e acolhimento aos familiares.

Pessoas não identificadas – O setor trabalha com este serviço quando um paciente dá entrada sem documentação. O primeiro passo é divulgar na imprensa, por meio da assessoria de comunicação da unidade hospitalar, responsável pela propagação nos veículos de comunicação do Estado. Simultaneamente, é realizada consulta à rede de assistência e prefeituras (se o paciente for de outro município). Por isso, se você tem um parente desaparecido, pode consultar o serviço de Assistência Social pelo telefone número 3216-5732 ou vir ao hospital.