Fale Conosco

10 de novembro de 2017

Enfermeiros do Hospital de Trauma de João Pessoa recebem qualificação



O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, realizou nos dias 8 e 9 de novembro, o curso de atualização em Ventilação Mecânica Invasiva para enfermeiros da Urgência e Emergência, da unidade de saúde, com o objetivo de qualificar a equipe.

A parte teórica foi realizada na quarta-feira (8) quando foram abordados conceitos básicos, monitoração do paciente mecanicamente ventilado e desmame da ventilação mecânica. Nessa quinta-feira (9) foi à vez da parte prática, em que os funcionários puderam tirar suas dúvidas no próprio ambiente de trabalho.

Segundo o fisioterapeuta e professor da Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba, Ivaldo Menezes, o curso capacitou os profissionais para o manejo da ventilação mecânica invasiva. “Este curso apresentou os principais parâmetros que devem ser identificados para a utilização da técnica de ventilação mecânica. Além disso, o curso também mostrou as variadas modalidades de ventilação que podem ser utilizadas, dependendo do estado de saúde dos pacientes”, frisou.

Para enfermeira, Jéssica Menezes, é maravilhosa quando a capacitação é no próprio local de trabalho. “Acho importante nos aprimorar enquanto profissionais e quando a instituição investe em cursos dentro da unidade hospitalar, ajuda nossa vida, pois não precisamos trocar de plantão ou nos deslocar para outro ambiente. Só agradecer a oportunidade”, comemorou.

O coordenador de Enfermagem da Urgência e Emergência, Jamerson Rodrigues, falou da importância do curso para sua equipe. “O curso foi gratificante para todos, porque possibilitou enriquecimento e troca de experiência entre os enfermeiros da instituição. E o principal beneficiado com a capacitação foi, sem dúvida, o paciente que terá um tratamento ainda mais rápido e humanizado”, frisou.

Ventilação mecânica – É uma importante técnica utilizada pelos profissionais da área de saúde, e que possui um grande impacto na vida dos pacientes. Trata-se de um suporte de ar que acaba sendo oferecido ao paciente através sempre de um aparelho, que é uma espécie de ventilador adaptado, e que permite com que as pessoas consigam respirar e também realizar a troca de gases que acontece naturalmente no nosso corpo, mas que muitas vezes acaba prejudicada em virtude de algum problema.