João Pessoa
Feed de Notícias

Encontro discute inserção no trabalho da pessoa com deficiência em Campina

segunda-feira, 17 de setembro de 2012 - 17:19 - Fotos: 

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Interiorização e da Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad), realizou neste domingo (16), em Campina Grande, o I Encontro em Inserção no Trabalho da Pessoa com Deficiência. De janeiro até agosto de 2012, cerca de 200 portadores de deficiência já foram inseridos no mercado em João Pessoa e Campina Grande, através da Funad.

O evento foi realizado no auditório da Secretaria da Interiorização. Durante o encontro, a presidente da fundação, Simone Jordão, ressaltou as ações do órgão e afirmou que deficiência não é sinônimo de incapacidade. Ela acrescentou que a legislação determina que de 2 a 5% das vagas das empresas devem ser ocupadas por portadores de necessidades especiais. “É importante que o poder público e o setor privado tenham sensibilidade para garantir o cumprimento da lei que assegura o acesso ao mercado de trabalho das pessoas com deficiência”, asseverou Simone.

Para acelerar o processo de emissão de laudos médicos em Campina Grande, Simone destacou que o Governo do Estado fez uma parceria com a Organização Não Governamental Papel Machê a qual disponibiliza médicos e psicólogos para atender aos deficientes. A ONG foi representada no encontro por Valdênio Dias Souza.

No final do evento, o secretário da Interiorização, Fábio Maia, propôs a formação de uma força-tarefa com a participação de uma representante da pasta, da Funad e Ministério Público do Trabalho para discutir com as empresas de Campina Grande e região sobre a contratação dos portadores de deficiência.

“Nós não queremos favor, mas apenas que se cumpra a lei. O Governo faz sua parte com a emissão de laudos, apoio psicológico e capacitação das pessoas com deficiência. Falta agora algumas empresas cumprirem a lei e a força-tarefa vai dialogar e atuar para garantir o emprego para todos”, concluiu Fábio Maia, ressaltando que o encontro em Campina serviu para abrir a semana de luta da pessoa com deficiência.