João Pessoa
Feed de Notícias

Encontro discute implantação do Programa Academia da Saúde

sexta-feira, 12 de abril de 2013 - 12:08 - Fotos: 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio do Núcleo de Doenças e Agravos não Transmissíveis, realizou, nessa quinta-feira (11), o Encontro das Academias de Saúde na Paraíba. O evento aconteceu no auditório da Associação dos Plantadores de cana de açúcar da Paraíba (ASPLAN-PB), e teve o objetivo de discutir junto aos municípios questões estruturantes e técnicas sobre a implantação do Programa Academia da Saúde.

O evento contou com a presença de aproximadamente 260 pessoas, entre profissionais da Coordenação de Vigilância em Saúde e de Atenção Básica dos municípios da PB, gerentes Regionais de Saúde, apoiadores e convidados.

Participaram da mesa de abertura do encontro a gerente executiva de Atenção à Saúde da SES, Patrícia Assunção, a representante da Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Daniele Cruz, a gerente executiva de Vigilância em Saúde da SES, Talita Tavares e a representante do município de Santa Luzia, Dilma Morais.

De acordo com Patrícia Assunção, as Academias de Saúde são importantes na promoção de saúde e qualidade de vida da população. “O programa tem como objetivo a promoção de práticas saudáveis e exercícios físicos, justamente para evitar problemas cardíacos, obesidade, como também uma forma do município proporcionar espaços de lazer para a população, locais que gerem saúde e qualidade de vida”, disse.

Segundo a representante da Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Daniele Cruz, o encontro é uma oportunidade de discussão do tema. “Essa é uma oportunidade ímpar para podermos discutir a implantação das Academias de Saúde. A Paraíba está de parabéns por esse debate”, disse. De acordo com Gerlane Carvalho, tanto o Ministério da Saúde quanto a SES estão oferecendo apoio aos municípios para a implantação do programa.

“Estamos aqui para discutir justamente as questões estruturantes e técnicas desse projeto, considerando assim, que 119 municípios já receberam recursos através desse projeto e de emendas parlamentares para a implantação dos polos de Academias da Saúde. A gente está aqui oferecendo todo um apoio técnico, tanto do Ministério da Saúde quanto da SES, aos municípios”, disse.

De acordo com a enfermeira do Núcleo de Doenças e Agravos não Transmissíveis da SES, Vanja Lemos, os polos do Programa Academia da Saúde são espaços públicos construídos para o desenvolvimento de atividades como orientação para a prática de atividade física, promoção de atividades de segurança alimentar e nutricional, de educação alimentar e de práticas artísticas, como teatro, música, pintura e artesanato. “Todas essas atividades são desenvolvidas por profissionais da Atenção Primária em Saúde, especialmente dos Núcleos de Saúde da Família (NASF), podendo ser agregados profissionais de outras áreas do setor público”, disse.