João Pessoa
Feed de Notícias

Encerrado Congresso Norte Nordeste do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde

sexta-feira, 12 de junho de 2015 - 19:08 - Fotos:  Ricardo Puppe/Secom-PB

O 3º Congresso Norte Nordeste do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) foi encerrado no início da tarde desta sexta-feira (13). O evento, realizado no Centro de Convenções de João Pessoa, reuniu 2.520 secretários municipais de saúde das duas regiões; técnicos do Ministério da Saúde e profissionais de saúde do estado e dos municípios. Durante quatro dias, foram realizados mini-cursos, oficinas, rodas de conversa, mesas redondas sobre financiamento, atenção básica de saúde, Programa “Mais Médicos” e diversos temas ligados ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Entre as atividades, foi realizada a 7ª assembleia nacional do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass), do qual a secretária de Estado da Saúde, Roberta Abath, faz parte. O encontro resultou numa “Carta à Nação”, na qual a entidade “manifesta preocupação e discordância com a decisão do Governo Federal de contingenciar, por meio do Decreto n. 8.456, de 22 de maio de 2015, em R$ 11,774 bilhões o orçamento do Ministério da Saúde, o que irá agravar ainda mais a situação do SUS que, reconhecidamente desfinanciado, luta por melhores condições para atender a população brasileira’, diz o trecho do documento.

“O Congresso teve uma grande relevância para o estado e municípios porque aconteceu num período de mudanças sérias no financiamento da saúde e possibilitou a congregação, não somente dos municípios, representados pelas Secretarias Municipais, como a realização da 7ª assembleia nacional do Conass. E a carta é uma solicitação para que o Ministério reveja sua decisão e garanta os serviços e a continuidade das ações de saúde, em âmbito nacional”, ressaltou a secretária Roberta Abath.

Durante o evento, foi produzida, por todos os participantes, uma carta com 36 sugestões de melhorias para o SUS. Entre as sugestões, a defesa de uma reforma tributária equânime que garanta justiça fiscal para os municípios brasileiros; fortalecimento da visibilidade nacional da saúde indígena; garantia de integração do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena (SASI), ao SUS e implantação do Programa “Mais Médicos” nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs); para os usuários privados de liberdade e nos Hospitais de Pequeno Porte.

“É inegável que estamos vivendo um momento de grande crise financeira, mas nem sempre o baixo financiamento é motivo para tantos problemas existentes nos serviços de saúde. A criatividade para encontrar outras alternativas e sanar as dificuldades, é uma das saídas. E neste evento conseguimos discutir, compartilhar e aprender sobre estas novas possibilidades. Estou muito feliz com o resultado do Congresso que cumpriu o papel de discutir, com bastante êxito, o tema equidade na gestão do SUS para a redução das desigualdades regionais”, festejou a presidente do Cosems, Soraya Galdino.

Serviços – Durante os quatro dias do Congresso, a Secretaria de Estado da Saúde (Ses), expôs vários serviços. Um dos destaques foi a III Caravana do Coração, que no período de 29 de junho a 11 de julho acontecerá em 13 municípios paraibanos. O objetivo é atender cerca de 1000 pessoas, entre crianças e gestantes, com problemas cardíacos. Aos visitantes, foram mostradas fotos das edições anteriores e também um vídeo sobre o mutirão de cirurgias cardíacas no Hospital de Mamanguape, onde foram realizadas 20 cirurgias, no período de 25 de maio a 3 de junho deste ano.

Técnicos do Laboratório de Entomologia e Pesquisa, que faz o monitoramento do controle de qualidade dos larvicidas e inseticidas para a mortalidade dos mosquitos da dengue, calazar, malária e outros, explicaram detalhes da forma de reprodução do mosquito da dengue. Ainda foram exibidos vídeos de campanhas publicitárias sobre aleitamento materno; dengue; humanização nos serviços; entregas de obras; construção de hospitais; fotos com informações sobre todas as unidades hospitalares do estado e distribuição de folders informativos e camisinhas.

Os índios potiguaras da Baía da Traição, Marcação e Rio Tinto também marcaram presença no Stand da SES. Durante o evento, eles realizaram uma apresentação do Toré (dança típica da cultura indígena).