Fale Conosco

17 de julho de 2009

Empréstimo do Fida beneficiará 55 municípios no Cariri e Curimataú



Um empréstimo de US$ 50 milhões junto ao Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida), com uma contrapartida de US$ 25 milhões que deve ser liberado para o Governo da Paraíba até o final de dezembro deste ano, vai garantir a implantação de ações que ajudarão na inclusão social de milhares de famílias paraibanas, com a execução de programas destinados a geração de oportunidades de trabalho e de renda, como a caprinovinocultura e extração de minérios não metálicos.

Um passo importante visando a conclusão do financiamento foi dado na manhã desta sexta-feira (17) com a assinatura de um termo de compromisso entre o Governo do Estado e os representantes do Fida.

A reunião contou com a participação dos secretários de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (SEDAP), Ruy Bezerra Cavalcanti; Edivaldo Dantas Nóbrega, do Turismo e Desenvolvimento Econômico; Eloisio Henriques Dantas, executivo da Ciência, Tecnologia e do Meio Ambiente; Ronaldo Torres, executivo da Agricultura e técnicos do Ministério do Planejamento.

Depois desta fase, durante o mês de agosto o projeto segue para uma análise final e, depois de aprovado, será submetido à apreciação das secretarias do Tesouro Nacional e de Assuntos Internacionais do Ministério do Planejamento. O financiamento segue para aprovação do Senado Federal, para em seguida ser assinado.

“O maior beneficiado com estes recursos será o povo da Paraíba, principalmente aquelas pessoas que moram no semi-árido, com a implantação de ações que vão melhorar substancialmente a qualidade de vida”, afirmou o secretário Ruy Bezerra. Acrescentou que “com este dinheiro, muita coisa boa vai acontecer em favor dos paraibanos”. Lembrou que os recursos vão se destinar ao apoio da atividade de caprinovinocultura e outras atividades que geram renda familiar.

O representante do Fida, Ivom Cossio Cortez, reconheceu a forma correta como as negociações foram conduzidas depois que o governador José Maranhão assumiu o Governo do Estado em fevereiro último, já que as negociações vinham sendo feitas com a administração anterior. “É um projeto que interessa porque vai ajudar no desenvolvimento da Paraíba. Serão apoiados projetos do governo como caprinocultura e mineração, dois setores fundamentais para a geração de oportunidades de trabalho e renda”, comentou.

Cossio destacou as parcerias entre a Paraíba e organismos internacionais no fortalecimento de políticas para a agricultura familiar. No mês de junho a equipe visitou comunidades no Cariri paraibano, onde será implantado o Projeto Cariri-Seridó Produtivos e Sustentáveis (Procase), a partir de janeiro de 2010.

Serão beneficiadas 380 mil pessoas num período de cinco anos residentes em 55 municípios do Cariri, Seridó e o Curimataú, com proposta de gerar 28 mil empregos diretos. Também passarão por treinamentos 8.100 pequenos agricultores, 1.100 pequenos mineiros e 800 artesãos, organizados em 100 associações e 30 cooperativas e a formação técnica, em atividades agrícolas e não agrícolas, para quatro mil jovens, sendo 50% do sexo feminino.

Anteriormente, os técnicos do Fida participam de reuniões com os representantes da Emater, Projeto Cooperar, Emepa e se encontram com os secretários executivo de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Romeu Lemos, e do Planejamento e Gestão (Seplag), Ademir Alves.

José Nunes, com fotos de Walter Rafael