João Pessoa
Feed de Notícias

Empreender-PB terá várias linhas de crédito para empreendedores individuais e coletivos do Estado

sexta-feira, 25 de março de 2011 - 13:22 - Fotos: 

Grupos de empreendedores, pessoas em situação de vulnerabilidade social e arranjos produtivos locais. Este é o público-alvo das linhas de crédito do Empreender Paraíba, que pretende promover o crescimento do Estado atingindo a base da pirâmide social, segundo o secretário executivo do programa, Tárcio Pessoa. Previsto para ser lançado no dia 10 de abril, o programa foi abordado durante o painel temático com instituições financeiras, promovido nesta sexta-feira (25), na “1ª Conferência Estadual sobre Desenvolvimento Sustentável: a Paraíba no século XXI”.

A mesa debatedora foi presidida pelo secretário estadual de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Renato Feliciano. Em sua palestra, Tárcio Pessoa lembrou que o programa se norteará sobre três eixos: desenvolvimento sustentável; empreendedorismo social; e apoio aos arranjos produtivos locais. “Inicialmente, o programa irá atender a grupos, associações e cooperativas consolidadas, a partir dos arranjos produtivos locais”, afirmou.

Ele frisou que, em um Estado onde aproximadamente 70% da população vive em situação de pobreza, é preciso atingir a base da pirâmide social. “Existe uma fatia da população que não acessa aos serviços bancários. São pessoas em situação de vulnerabilidade como egressos do sistema penitenciário, mulheres e jovens pobres, especialmente, das cidades de interior”, observa.

Para interiorizar o desenvolvimento, o Empreender está baseando suas ações no mapa das cidades com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Estado.

O programa terá como parceiros os seguintes órgãos e instituições: Sebrae, Cinep, Secretarias do Governo, Cooperar, Emepa, Emater, universidades, Federação das MPEs, OCEP-PB, Associações comerciais, bancos e ONGs.

“Nós não vamos inventar a roda, vamos trabalhar com as informações já existentes para azeitar este processo de desenvolvimento, através de uma lógica ética, poética e inclusiva”, declarou Tárcio Pessoa.