João Pessoa
Feed de Notícias

Empreender-PB prevê mais de 20 mil operações em todo o Estado

segunda-feira, 19 de setembro de 2011 - 09:17 - Fotos:  José Marques/Secom-PB

O Programa de Apoio ao Empreendedorismo na Paraíba (Empreender-PB) prevê, para 2012, a realização de dez mil operações individuais e 20 operações coletivas. Além das metas de empréstimos, o Programa deverá realizar mais 400 palestras gerenciais em todo o Estado, para mais de 20 mil empreendedores.

Tendo como prioridade a concessão de crédito produtivo e o incentivo à geração de ocupação e renda entre os microempreendedores populares, o Empreender-PB tem como meta de expansão o lançamento do edital de empréstimos individuais, tanto para pessoa física como para os empreendedores individuais. O lançamento dessa fase está previsto para outubro de 2011, e será realizado em parceria com o Banco do Nordeste, por meio dos programas Credamigo e Agroamigo.

Na área dos investimentos individuas, foram liberados R$ 378 mil em benefício de 227 artesãos dos municípios de Aroeiras, Baía da Traição, Boqueirão, Camalaú, Campina Grande, Cuité, Ingá, João Pessoa, Picuí, Prata, São João do Tigre e São Sebastião do Umbuzeiro. Em relação aos empreendimentos coletivos dos financiamentos, os recursos chegam a R$ 4,2 milhões – que garantirão o aumento da produção de 2.098 famílias ligadas às associações rurais.

Vinculado à Secretaria de Estado do Turismo e do Desenvolvimento Econômico (Setde), o Estado disponibiliza, por meio do Empreender-PB, recursos para a realização de empréstimos aos empreendedores, proporcionando o aumento das oportunidades de emprego com criação, ampliação, modernização, transferência ou reativação de pequenos negócios, sejam eles formais ou informais.

Fortalecimento – O secretário executivo do Empreender Paraíba, Tárcio Pessoa, destacou que o primeiro passo foi dado para tornar o Empreender uma realidade em negócios individuais e coletivos, rumo ao fortalecimento da base produtiva no Estado.  “Estamos investindo em setores que vão da mineração ao turismo, como o projeto de organização e padronização das barracas em Coqueirinho, no Conde”, exemplificou.

Tárcio disse que foram adotados critérios técnicos e de viabilidade para a aprovação dos projetos. “O próximo passo é ir às associações e cooperativas para preparar a transferência de recursos”, disse. Ele completou que os investidores individuais já saem com os cheques para incrementar seus negócios

Entidades – Dirigentes de cooperativas e associações, além de artesãos, ressaltaram que os recursos devem ampliar seus negócios e promover o desenvolvimento econômico local com inclusão social.

Edna Fernandes, da localidade Cacimbinha, do município de São João do Tigre, recebeu R$ 2 mil do financiamento do Empreender. Ela trabalha com biscuit ou porcelana fria. “Passei por um treinamento técnico e agora recebi o dinheiro. Vou ampliar a minha produção e montar a minha lojinha de artesanato. Com a graça de Deus e a ajuda do Governo do Estado, vou crescer na minha atividade”, disse, empolgada.

Artesão de Picuí, João Batista Barbosa trabalha com madeira, especialmente entalhe baú e peças decorativas. Suas peças já estiveram em cenários de novelas da Rede Globo e do programa de Ana Maria Braga. “Com o financiamento do Empreender, vou comprar um volume maior de matéria-prima e terei condições de ampliar minha produção e vender mais para outros estados”, frisou.

Já Severino Alves representou na solenidade os 19 artesãos de Campina Grande, que, juntos receberam R$ 38 mil para o trabalho com algodão colorido, artesanato em renda renascença, couro, fios e madeira. Ele disse que o governador Ricardo Coutinho abriu nossa perspectiva para a categoria com o financiamento e cumpriu o que prometeu na abertura do Salão do Artesanato de Campina, em junho.

A Cooperativa de Mineradores de Picuí recebeu R$ 364 mil. Com os recursos, serão adquiridas uma caçamba e uma retroescavadeira. “Teremos capital de giro e máquinas para aumentar a produção. Haverá geração de mais renda e emprego, trazendo mais desenvolvimento ao Curimataú, com inclusão social”, disse Joaquim Vidal, dirigente da cooperativa.

Carlos Henrique, da Cooperativa dos Garimpeiros de Várzea, também agradeceu o Governo do Estado pela liberação dos R$ 500 mil que vão beneficiar 54 famílias. Por sua vez, José de Arimateia Linhares, presidente da Associação dos Agricultores do Assentamento Jacu, em Pombal, ressaltou que os R$ 25 mil do Empreender serão essenciais para o desenvolvimento da apicultura no Sertão.

Criação - O programa Empreender-PB foi criado com a Lei 9.335, de 25 de janeiro de 2011, publicada no Diário Oficial do Estado de autoria do Poder Executivo Estadual. Na mesma lei, foi instituído o Fundo de Apoio ao Empreendedorismo (FAE).

Desde a sua criação, várias instituições já foram beneficiadas, e até o final desse ano, 19 cooperativas e associações nos setores de hortifrutigranjeiros, mineração, pesca, turismo e artesanato estarão incluídas no Empreender individual.