Fale Conosco

10 de outubro de 2011

Empreender-PB é alternativa de sustentabilidade para cooperativas e garimpeiros



O Programa de Apoio ao Empreendedorismo na Paraíba (Empreender-PB) foi apresentado como alternativa de sustentabilidade às cooperativas e garimpeiros durante o VIII Seminário de Arranjos Produtivos Locais de Base Mineral e o V Encontro da Rede APL Mineral, realizados entre os dias 4 e 7 deste mês, em Campina Grande. O evento foi promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Setde), em parceria com Sebrae, Governo Federal e Rede APL Mineral.

Os eventos tiveram como tema a discussão sobre os arranjos produtivos locais de base mineral e sua sustentabilidade, com abordagem das diversas temáticas por entidades do setor de mineração que representando todos os estados brasileiros. O objetivo foi oferecer suporte técnico e gerencial, apoiar e fomentar as boas práticas ambientais, sociais e econômicas dos produtores minerais organizados em arranjos produtivos locais, capacitando-os para o desenvolvimento sustentável, disseminar os conhecimentos tecnológicos e a divulgação das potencialidades da RedeAPLmineral.

O Programa EmpreenderPB foi apresentado na abertura do evento pelo secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Renato Feliciano, “como uma experiência de sucesso utilizada pelo Governo da Paraíba no incentivo ao desenvolvimento econômico e social de cooperativas e pequenos garimpeiros que trabalham, na perspectiva da mineração”. Mais tarde, nas discussões com a intervenção do público, o programa foi mencionado e elogiado por diversos representantes governamentais e de cooperativas como modelo a ser seguido pelos demais estados.

Na mesa-redonda com o tema Associativismo e Cooperativismo: Desafios para a Comercialização e o Acesso a Recursos Financeiros em APLs de Base Mineral, o EmpreenderPB foi representado pelo técnico Thadeu Vinícius, que mostrou a metodologia de trabalho do programa e suas perspectivas de financiamento, podendo ser utilizado como alternativa de sustentabilidade às cooperativas e garimpeiros.

O Empreender-PB prevê, para 2012, a realização de dez mil operações individuais e 20 operações coletivas. O programa tem como prioridade a concessão de crédito produtivo e o incentivo à geração de ocupação e renda entre os microempreendedores populares.