João Pessoa
Feed de Notícias

Empreender-PB disponibiliza crédito e incentiva artesanato paraibano

terça-feira, 15 de janeiro de 2013 - 10:21 - Fotos:  Alberi Pontes/Secom-PB

A 17ª edição do Salão de Artesanato da Paraíba é um sucesso de público e o artesão José Moraes, de Campina Grande, já contabiliza quase R$4 mil com a venda dos artigos em madeira, nas primeiras semanas do evento. Ele adquiriu o crédito do Empreender-PB, no início do ano passado, e investiu na compra de matéria-prima e capital de giro. José acredita que, de acordo com o ritmo das vendas, deve alcançar o valor de R$8 mil, até o final da exposição.

“Para mim o Salão está maravilhoso. Em apenas um dia cheguei a faturar R$ 300. Trouxe muitos artigos, tudo criação minha, não faço cópias. Tenho fachadas de casa, móveis em miniatura, uma variedade de produtos”, comemora Moraes.

Financiamento – Através da linha de crédito Artesanato, o Empreender-PB financiou a produção de alguns artesãos, que estão expondo seus artigos no Salão de Artesanato, na Capital. Eles são oriundos de grupos formados em São Sebastião de Umbuzeiro, e empreendedores individuais de Camalaú, Campina Grande e João Pessoa. Este ano, o Salão do Artesanato aborda o tema ‘Imaginário Infantil’ e é considerado um dos eventos mais esperados pelos artesãos no Estado.

Antonio Fragoso, 69 anos, possui um atelier em João Pessoa, onde expõe suas peças esculpidas em madeira, mas reconhece que é no Salão de Artesanato onde consegue alcançar maior número de vendas e fazer novos contatos. “O Salão é uma vitrine para todos nós. As pessoas chegam aqui, observam nossos artigos, se interessam e acaba mantendo contato com a gente o ano inteiro”, pontuou Fragoso. Ele conheceu o Empreender-PB em uma das palestras ministradas pelo Programa e percebeu, na proposta apresentada, a oportunidade de aumentar e aperfeiçoar a produção.

Para a maioria dos artesãos, principalmente aqueles que desenvolveram a arte com mais de 40 anos, o artesanato significa muito mais que uma fonte de renda. “Para mim o artesanato é tudo. Com ele conquistei minha autoestima, meu sustento, minha liberdade. Me sinto muito útil”, contou Amália Monteiro, 54, artesã em fios há 20 anos, em Campina Grande.

Visibilidade – O Salão de Artesanato da Paraíba acontece duas vezes por ano. Uma em João Pessoa e outra em Campina Grande. Além de dar visibilidade aos trabalhos, traz novas perspectivas de geração de renda. “Antigamente não era possível a gente fazer um empréstimo individual. Surgiu essa oportunidade pelo Empreender-PB, eu segurei, e estou aqui”, declarou Carleuza Rodrigues de Sousa, 50 anos, que faz artigos em fios, tecido e algodão colorido. Ela dedica a vida à arte, já fez diversas viagens para outros Estados apresentando seu trabalho, e diz que é através do artesanato que encontra motivação para a vida.

Miriam e Maria José Rodrigues são irmãs e juntas desenvolvem artigos em algodão colorido, mas elas possuem um diferencial. Formalizaram o negócio e imprimiram em suas peças características próprias, que identificam seus produtos onde quer que sejam expostos. “Eu fazia customização de blusas, mas percebi que já tinha um comércio grande nessa área. Então começamos a confeccionar bichos em algodão colorido, mas com alguns diferenciais, formatos diferentes de olhos, boca e assim por diante”, explicou Miriam. Elas produzem, além dos diversos tipos de animais e bonecas estilizados, bolsas e chaveiros.