Fale Conosco

10 de março de 2014

Emepa realiza visita técnica para apresentar modelos alternativos de Sistema de Produção



A Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba (Emepa) realizou, na semana passada, na Estação Experimental “Benjamin Maranhão”, localizada no município de Tacima, uma visita técnica com o objetivo de conhecer os Sistemas de Ovinos de Corte e Terminação de Cordeiros e Cabritos que estão sendo desenvolvidos como modelos alternativos de produção.

Na ocasião, foram apresentadas e discutidas as tecnologias que estão sendo utilizadas nos modelos alternativos de produção de carne, e que após a validação serão disponibilizadas para os setores produtivos. Estiveram presentes, autoridades públicas e privadas, produtores rurais, representantes dos setores de comércio e indústria e técnicos extensionistas.

Segundo o coordenador do Agrocapri, Wandrick Hauss de Sousa, a região do Agreste paraibano tem um excelente potencial para ser um dos principais polos produtores de cordeiros de qualidade. O setor precisa primeiramente se organizar na sua base produtiva, pois, hoje, a maior dificuldade é regular a oferta e oferecer produtos com qualidade.

Os Sistemas de Produção de Ovinos de Corte e Terminação de Cordeiros e Cabritos fazem parte do projeto Agrocapri, que tem como proposta criar um padrão para a produção de carne, além de modernizar e estimular o desenvolvimento desses setores no Semiárido paraibano.

Para o secretário de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, Agamenon Vieira da Silva, a parceria entre as instituições públicas, em contrapartida com as empresas privadas, permitirá a continuidade do projeto, que os produtores rurais tenham os resultados desejados e que a Paraíba se destaque nos setores da caprino e ovinocultura.

De acordo com o ex-superintendente do Ministério da Agricultura na Paraíba, Hermes Ferreira Barbosa, esse projeto é uma excelente alternativa de produção, pois além de mostrar um avanço em termos de pesquisas, já apresenta bons resultados. O presidente da Emepa, Manoel Duré, destaca a necessidade de uma maior integração entre as instituições e estratégias mais efetivas para se ter uma ampliação do setor agropecuário na Paraíba, isso irá permitir que esse projeto não sofra solução de continuidade.