Fale Conosco

13 de julho de 2009

Emater vai ampliar frota com a compra de 190 veículos



Os veículos serão adquiridas com recursos do Ministério do Desenvolvimento Agrário, visando oferecer uma maior e melhor assistência técnica aos agricultores familiares paraibanos. O anúncio foi feito pelo presidente da Empresa de Extensão Rural do Estado, Hermano Araújo, durante encontro que a diretoria colegiada da Emater manteve nos dias 9 e 10 com seus 15 coordenadores regionais, na sede estadual do órgão, na estrada de Cabedelo.

Os veículos que já se encontram em fase de licitação deverão reforçar o esquema de trabalho que atual diretoria colegiada da Emater tem desenvolvido, nos termos propostos pelo governador José Maranhão, através de sua Secretaria de Defesa da Agropecuária e Pesca (Sedap). O objetivo é atender com mais eficiência aos agricultores familiares do Estado, oferecendo-lhes a assistência técnica devida para que eles possam utilizar melhor os conhecimentos indispensáveis ao desenvolvimento de suas atividades no meio rural paraibano.

Durante o encontro, foi anunciado também que o governador José Maranhão deverá promover, em poucos dias, duas reuniões, uma em Campina Grande e outra em Patos, para transmitir aos técnicos da Emater os programas e as metas estabelecidas pelo Estado.

Uma das medidas que visa a concretização desses objetivos é a decisão do Governo do Estado em produzir sementes selecionadas para distribuição gratuita com os agricultores familiares paraibanos, através da Emater, já no próximo ano. A medida deve preencher uma lacuna existente no Estado, que há alguns anos não presta esse tipo de assistência aos produtores rurais paraibanos. Ainda com relação à reunião com os coordenadores regionais da Emater, o presidente Hermano Araújo deverá promover reuniões em varias partes do Estado, levando soluções aos problemas por eles apresentados durante a reunião acontecida recentemente.

Os coordenadores regionais pediram à diretoria colegiada da Emater mais recursos e os meios necessários para que eles possam continuar desenvolvendo a missão que lhes foi confiada, no caso oferecer uma assistência técnica mais abrangente e um programa de extensão rural mais eficiente e mais produtivo para o desenvolvimento da economia primaria do Estado.

Da Assessoria de Imprensa da Emater