Fale Conosco

1 de julho de 2011

Emater traz pesquisadores e produtores de Pernambuco para conhecer produção de abacaxi da Paraíba



Uma parceria entre a Paraíba e Pernambuco vai permitir que produtores de abacaxi troquem experiências e atendam as exigências do mercado consumidor. Nesta semana um grupo de pesquisadores e produtores dos dois Estados se reuniu no município de Pedras de Fogo para discutir parcerias, que vão desde o acesso às tecnologias até a comercialização do produto, conforme a exigência do mercado consumidor.

A parceria envolve a Secretaria do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, por meio da Emater e da Emepa, o Instituto Agronômico de Pernambuco (IAP) e a Central de Abastecimento daquele Estado. O pesquisador pernambucano Eduardo Henrique Maranhão, do IAP, destacou que a troca de intercâmbio e experiência fortalecerão a agricultura familiar e agroecológica dos dois Estados.

Para a professora da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Rosimar Musser, e coordenadora da Central de Embalagem da Ceasa/PE, o encontro entre técnicos, pesquisadores e produtores dos dois Estados abre caminhos para o conhecimento das tecnologias desenvolvidas na Paraíba. Ela lembrou que agora será possível discutir e solucionar os problemas desde a produção do abacaxi até a sua comercialização.

“Será a união da pesquisa, da difusão de tecnologia e da comercialização da produção do abacaxi”, explicou o assessor estadual da cultura do abacaxi na Emater, Leôncio Vilar. Já o secretário de Agricultura de Pombos (PE), José João da Silva, município de onde vieram produtores, disse que a prioridade foi conhecer o trabalho de produção de abacaxi pela agricultura familiar na Paraíba.

Como parte da produção de abacaxi da Paraíba é comercializada para o mercado de Pernambuco, onde foi implantada a Central de Embalagem, era preciso que os produtores paraibanos tomassem conhecimento acerca das exigências para que o produto saia do campo já conforme os padrões exigidos.

A ideia é realizar em breve um dia de campo reunido produtores dos dois Estados para avançar no intercâmbio.