João Pessoa
Feed de Notícias

Emater reúne agricultores do Brejo para discutir ações na Cachoeira do Roncador

segunda-feira, 29 de abril de 2013 - 11:46 - Fotos: 

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater-PB) realiza  um trabalho para alavancar as potencialidades da região da Cachoeira do Roncador. A ação, que terá a participação dos municípios de Borborema, Bananeiras e Pirpirituba, no Brejo paraibano, envolve as atividades de turismo rural, artesanato, piscicultura, fruticultura, avicultura alternativa, horticultura, entre outras atividades. A meta é desenvolver esses projetos produtivos voltados para o desenvolvimento regional.

A primeira reunião com técnicos para assessoramento temático em diferentes áreas aconteceu no Sítio Curuatá, onde fica a Cachoeira do Roncador, envolvendo os escritórios regionais da Emater em Solânea e Guarabira, com a participação da diretoria da Emater, da prefeita de Borborema, Paula Maranhão e representantes das prefeituras de Pirpirituba e Bananeiras, além da Associação Comunitária de Curuatá, que congrega 40 agricultores familiares.

Todos os trabalhos vão estar em consonância com a legislação ambiental por se situar em uma Área de Proteção Ambiental (APA) instituída pelo Decreto Estadual 27204 de janeiro de 2006, em conformidade com o Sistema Nacional de Unidade de Conservação (SNUC). Próximo à Cachoeira do Roncador, a área tem 6.113 hectares com vegetação de Mata Atlântica, relevo irregular com serras e vales. É um dos pontos mais visitados da região.

Todos concordaram com a realização de novos encontros para a montagem final do projeto sobre as potencialidades que pretendem desenvolver na região, como forma de garantir renda familiar. Entre os pontos apresentados pelos agricultores familiares, que consideram importantes para o aproveitamento das potencialidades da região, tudo de forma sustentável, estão a criação de aves alternativas, porco, cultivo de banana e outras frutas, além de melhor exploração do artesanato, do turismo rural e religioso, que tem forte presença na área. “Acreditamos que, com a união de todos, agora, mais do que nunca, com a presença efetiva na Emater, poderemos avançar com ações concretas”, comentou o presidente da Associação, Adriano Ribeiro Sidrônio.

Outra demanda apresentada como fundamental para as famílias foi a construção de cisternas e poços para garantir o abastecimento de água em período de longas estiagens, tendo em vista que a região tem um bom lençol freático. “Para tudo isso, é importante para a região a construção de uma estrada ligando Pirpirituba a Borborema, que vai facilitar o escoamento da produção e reduzir a distância entre as cidades do Brejo”, comentou a prefeita Paula Maranhão.

Na ocasião, o diretor técnico Erasmo Lucena falou sobre a proposta da Emater em proceder com o assessoramento temático para planejar uma ação conjunta e sustentável para a região, e destacou a importância da APA que contempla toda a área. O diretor administrativo Francionildo Araújo (Peninha) comentou sobre a decisão da Emater em proporcionar os debates em favor das famílias.

A agricultora Adaneida Lucena Costa, uma das incentivadoras para a realização de ações estruturantes na região, ressaltou que se trata de uma antiga reivindicação que vai atender não somente a comunidade de Curuatá, mas outras da redondeza, todas carentes.

Existe, no futuro, a possibilidade dos agricultores se integrarem aos programas de comercialização, seja o PNAE ou PAA, que absorverá a produção agrícola da região e, com isso, garantindo renda para as famílias.