João Pessoa
Feed de Notícias

Emater-PB ajuda a desenvolver a ovinocaprinocultura no Vale do Piancó

quinta-feira, 4 de março de 2010 - 14:05 - Fotos: 
A ovinocaprinocultura, é uma atividade indicada para regiões semiáridas, como o Vale do Piancó, um dos locais mais propícios para o desenvolvimento da cadeia produtiva de forma sustentável. Com objetivo de fortalecer essa cadeia na região, os técnicos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater-PB) participaram no último dia, 28, do 1º Encontro Regional dos Criadores de Caprinos e Ovinos do Vale do Piancó, no município de Diamante, região administrativa de Itaporanga.

De acordo com a coordenadora regional da Emater em Itaporanga, Maria de Lourdes Pereira Alves, a Emater-PB, por meio dos 19 escritórios locais do Vale do Piancó, irá apoiar esta cadeia produtiva através de assistência técnica, extensão rural e a elaboração de projetos, para que os agricultores familiares possam aproveitar o potencial em prol de sua melhoria de vida.

Durante o encontro, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer melhor o potencial da região e da cadeia, através da palestra ministrada por um técnico da Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba (Emepa-PB), participar de oficina sobre crédito rural ministrada por representantes do Banco do Nordeste do Brasil.

A Emater foi responsável por repassar informações sobre assistência técnica, extensão rural e a Lei 11947, que prevê a compras da merenda escolar pelas prefeituras e pelo Estado com recursos do FNDE de no mínimo 30% diretamente da Agricultura Familiar. Por fim, houve a apresentação do projeto de implantação de uma indústria de carnes do Frigorífico Diamante, que será responsável pela compra da produção regional.

Segundo o assessor Regional, Elton Cunha, a Emater-PB, como entidade articuladora, pode contribuir para o desenvolvimento da ovinocaprinocultura na região com as políticas públicas de comercialização. “Atualmente, existem duas possibilidades para a comercialização produção, uma é o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) com doação simultânea, no qual os produtores podem vender, a preços justos, o valor máximo de R$ 4.500,00/ano/DAP, além da Lei 11.947 do Programa de Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), que possibilita que os agricultores familiares possam entregar para a alimentação escolar o valor máximo de R$ 9.000,00/ano/DAP”, disse Elton acrescentando que a abertura do Frigorífico Diamante irá possibilitar a melhoria da qualidade dos produtos comercializados na região. “A melhoria será tanto do ponto de vista higiênico sanitário, como da apresentação, através de cortes especiais”.

Participaram do evento mais de 120 pessoas entre produtores, técnicos da Emater-PB, técnicos da Emepa, prefeitos dos municípios da região, secretários de agricultura, presidentes de associações, deputados estaduais, representantes de instituições financeiras e empresários.

Da assessoria de Imprensa da Emater-PB