João Pessoa
Feed de Notícias

Emater orienta produtores de Remígio sobre manejo da avicultura alternativa

terça-feira, 15 de setembro de 2009 - 15:52 - Fotos: 

Conhecer o trabalho com manejo alimentar, sanitário e a infraestrutura da avicultura alternativa dentro do contexto da agricultura familiar. Este foi o objetivo da visita no sábado (12) de um grupo de produtores rurais das comunidades Queimadas e Jenipapo, no município de Remígio, à Cooperativa Paraibana de Avicultura Alternativa e Agricultura Familiar (Copaf) em São Sebastião de Lagoa de Roça.

A visita, organizada pelo coordenador regional da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater-PB) em Areia, Auto Martins da Costa, atende demanda levantada por ocasião da elaboração do plano de ação de desenvolvimento das comunidades rurais da região brejeira. Além dos agricultores de Remígio, outros produtores de regiões vizinhas interessados na atividade avícola integraram a comitiva.

No dia anterior, o secretário Ruy Bezerra Cavalcanti, da Secretaria do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap), acompanhado do presidente e do assessor estadual de Avicultura da Emater-PB, Hermano Araújo e Vicente de Assis Ferreira, participara de uma reunião na sede da Copaf, onde foi debatida a efetivação de um projeto de construção de um abatedouro de aves caipiras e uma usina de ração para avicultura, naquela cooperativa.

O secretário se prontificou a apoiar o projeto, esclarecendo que “esses empreendimentos irão atender as expectativas dos avicultores da região”. Igualmente, o Banco do Brasil, também presente à reunião, se prontificou atender financeiramente os sócios daquela cooperativa, representados na ocasião pela vice-presidente da Copaf, Maria Nazaré dos Santos Barbosa.

A Emater-PB, juntamente com o Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e prefeituras municipais, está promovendo uma série de cursos de capacitação para agricultores familiares interessados em criar galinha. A expectativa até o final do ano é de que haja maior incremento na avicultura paraibana. Atualmente, o estado detém um plantel anual de 72 mil cabeças, beneficiando diretamente 470 mil famílias.

Lourdinha Araújo, da Assessoria de Imprensa da Emater-PB