João Pessoa
Feed de Notícias

Emater lança projeto Sabores de Pimenta em Alagoa Grande

segunda-feira, 5 de setembro de 2016 - 10:43 - Fotos:  Secom-PB

Durante a realização do Projeto Caminhos do Frio na cidade de Alagoa Grande, a Gestão Unificada Emepa/Interpa/Emater vinculada à Sedap, por meio da Unidade Operativa local, realizou a primeira amostra de produtos agropecuários do município e fez o lançamento “Sabores de Pimenta”, cuja iniciativa tem por finalidade estimular os agricultores familiares a produzir de forma comercial, os diversos tipos de pimenta.

O cultivo de pimenta apresenta algumas vantagens, desde os tratos culturais, produção o ano todo e a comercialização. Na região do Brejo, especificamente em Alagoa Grande, a Emater implantou unidades demonstrativas que servirão de modelo para os agricultores que desejam trabalhar com essa cultura.

O coordenador regional da Emater em Guarabira, Alexandre Fonseca, informou que o agricultor que desejar produzir pimenta basta procurar os escritórios da Emater que receberá toda a orientação, com o acompanhamento desde a fase de produção, até a confecção de embalagem do produto.

Há três anos, o extensionista Paulo Luiz dos Santos (Paulo da Emater), da Unidade Operativa de Alagoa Grande, estuda o cultivo desta cultura, já tendo implantando unidades demonstrativas em pequenas áreas. Espécies de pimenta a serem trabalhados: malagueta, habanero, jalapeno, dedo de moça e a pimenta de cheiro, como as mais comuns.

“O agronegócio das pimentas é muito mais relevante do que se imagina e envolve diferentes segmentos, desde as pequenas plantações e fabricas artesanais de conservas, até a exportação por empresas multinacionais, competindo no mercado internacional de especiarias e temperos”, afirmou Paulo Luiz.

Segundo ele, nos últimos anos, as pimentas têm ganhado muito espaço na mídia por sua versatilidade culinária, industrial, ornamental e também por suas propriedades medicinais. “O cultivo de pimenta se ajusta perfeitamente aos modelos de agricultura familiar e de integração ao pequeno agricultor-agroindústria”, comentou.