Fale Conosco

10 de junho de 2009

Emater instala Unidade Demonstrativa de Palma em Maturéia



Numa parceria da prefeitura local e da Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba (Emepa-PB), a UTD foi implantada na comunidade Grotão, de propriedade da agricultora Josefa de Freitas, mais conhecida como dona Bibi, e terá efeito multiplicador, ou seja, o agricultor familiar contemplado assume o compromisso de repassar para a Emater de Maturéia, no segundo ano de produção, igual número de plantas recebidas para serem distribuídas com outros agricultores da região. As novas técnicas de difusão entre os produtores devem acontecer por meio de excursões e dias de campo.

A variedade instalada, conforme o coordenador regional da Emater de Princesa Isabel, Francisco Evaristo Diniz, além de resistir ao ataque da cochonilha, é uma palma doce, mais rica em carboidrato do que a palma gigante e produz aproximadamente 50 cladódios (raquetes) do segundo para o terceiro ano de plantação, se destinando principalmente para alimentação de animais de corte e de leite.

De acordo com Hildenêr, dos 90,6 hectares de palma existentes no município, 88 estão infestados pela praga, o que reforça ainda mais o compromisso e a necessidade de que sejam empreendidos recursos no tocante à difusão de novas tecnologias e controle da cochonilha. A finalidade é garantir suporte forrageiro resistente e suficiente em época de estiagem e escassez alimentar dos animais da região Semiárida.

Da Assessoria de Comunicação da Emater-PB