Fale Conosco

30 de setembro de 2011

Emater faz 56 anos e Sedap destaca fortalecimento da agricultura familiar



Os 56 anos de fundação Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater-PB) foram comemorados nesta sexta-feira (30), durante solenidade na sede da empresa, na estrada de Cabedelo, e contou com a participação de diretores, do corpo  técnico e de extensionistas e do secretário do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), Marenilson Batista.

Segundo Marenilson, a Emater tem papel fundamental na conquista de avanços e as parcerias firmadas com outros órgãos da administração estadual, federal e municipal têm consolidado a Agricultura Familiar na Paraíba. “As mudanças vêm para o crescimento do agricultor familiar”, disse. Ele também destacou o fato de outras instituições demonstrarem interesse nas ferramentas da Emater, como o Sistema de Gerenciamento de Informações de Assistência Técnica e Extensão Rural (Sigater).

O presidente da Emater, Geovanni Medeiros Costa, disse que todos os servidores da empresa contribuem para o fortalecimento da empresa, com grande repercussão na Agricultura Familiar. “Os agricultores familiares, conscientizados pelo corpo técnico da empresa, estão cada vez mais aderindo à produção agrícola com base agroecológica.  Prova disso sãos as feiras instaladas em diversos municípios e outras que começam a ser definidas”, ressaltou.

Representando os agricultores familiares, falou Severino da Silva Oliveira, presidente da Associação dos Agricultores Familiares da Região de João Pessoa, que comercializa seus produtos na Feira da Emater, toda sexta-feira. “Em todos esses anos, a empresa esteve ao nosso lado. Foi pela ação da extensão rural que pude mudar a vida de minha família”, disse.

Monografias – Ainda como parte das comemorações dos 56 anos da Emater, a Universidade Federal de Campina Grande escolheu o auditório da empresa, na estrada de Cabedelo, para que os alunos do curso de especialização em Ecologia Integrada nas Bacias Hidrográficas no Semiárido Brasileiro pudessem fazer defesa de suas monografias.

A coordenadora do Curso, professora Ana Paula Trindade da Rocha, informou que foi uma forma de prestigiar a Emater e também porque cerca de 30 alunos da especialização são do seu quadro de servidores. As monografias têm como base o trabalho realizado pela Emater na agricultura familiar.