João Pessoa
Feed de Notícias

Emater fará cursos agroecológicos para 9,9 mil agricultores familiares

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010 - 17:02 - Fotos: 

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-PB) vai capacitar 9.942 agricultores familiares, 300 jovens, 200 mulheres rurais e 100 técnicos em 104 municípios este ano, através de um convênio assinado no final do ano passado com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), no valor de R$ 4,3 milhões. O projeto de capacitação faz parte da Matriz de Ação 2010 do Programa Territórios da Cidadania do MDA, apresentado na manhã desta quinta-feira (11) no auditório da sede da empresa na estrada de Cabedelo, evento que reuniu 35 pessoas, representantes do Comitê de Articulação Estadual (CAE) do programa.

Segundo o presidente da Emater-PB, Hermano Araújo, o objetivo da capacitação é ofertar aos agricultores familiares inseridos nos Territórios da Cidadania, ainda não atendidos, serviços de Ater (assistência técnica e extensão rural) de qualidade de forma permanente e continuada, adotando metodologias participativas para a geração, construção e apropriação coletiva de conhecimentos tecnológicos com base nos princípios da agroecologia.

Os cursos – Ele lembrou que serão oferecidos cursos não só para os agricultores, mas para os técnicos na área de planejamento estratégico, formação de agentes de assistência técnica, transição ecológica, crédito rural, manejo da irrigação de frutas e hortaliças, produção e manejo da cultura do inhame, formação de pomares cítricos, convivência com a cochonilha do carmim, boas práticas de fabricação de farinha, forragem e silagem, entre outros.

De acordo com a gerente do projeto de capacitação e assessora estadual do Núcleo de Extensão Social (Nueso) da Emater-PB, Tereza Cristina Pereira de Carvalho, dos agricultores familiares que serão beneficiados com o projeto, 3.530 residem no Território da Borborema, 1.270 na Zona da Mata Norte, 985 da Zona da Mata Sul, 1135 do Médio Sertão, 1.360 do Cariri Ocidental e 1.662 do Curimataú. “Mas a seleção dos beneficiários será realizada pelos técnicos dos escritórios da Emater e articuladores do Programa Territórios da Cidadania,” lembrou.

Recursos liberados – Ela adiantou que a primeira parcela no valor de R$ 1,4 milhão já foi liberada pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário e o processo seletivo deverá acontecer até o final do primeiro trimestre deste ano para a execução de uma série de treinamentos, capacitações, oficinas, encontros, entre outros. “Os cursos de capacitação constarão de aulas expositivas e dialogadas, complementadas com práticas de campo”, disse a gerente do projeto de capacitação.

Presenças – Outros projetos dos parceiros envolvidos no Programa Territórios da Cidadania também foram apresentados na reunião do CAE, onde estiveram presentes representantes do Banco do Brasil e do Banco do Nordeste, Conab, Dnocs, Embrapa Algodão e Semiárido, Funai, Funasa, Incra, INSS, MDA, SFA, Interpa, Semarh, Secretaria de Estado de Educação, Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap), Secretaria de Estado do Planejamento (Seplag) e Prefeitura Municipal de São Sebastião de Umbuzeiro.

Fizeram parte da mesa de abertura do encontro de trabalho na Emater-PB, o diretor administrativo da empresa, José Marinho de Lima que na ocasião representou o secretário da Sedap, Ruy Bezerra, o delegado federal do MDA na Paraíba, Marenilson Batista, o diretor de cooperativismo do MDA, Vital Filho, o superintendente da Conab, Ângelo Viana, o representante do Banco do Nordeste, José Vicente, o representante do Banco do Brasil, Daniel Oliveira e o prefeito de São Sebastião de Umbuzeiro, Francisco Alípio Neves.

Da Assessoria de Imprensa da Emater-PB