João Pessoa
Feed de Notícias

Emater discute produção e armazenamento de forragem em Catolé do Rocha

terça-feira, 23 de abril de 2013 - 17:59 - Fotos: 

Agricultores da comunidade Malhadinha, no município de Jericó, na região de Catolé do Rocha, participaram, na semana passada, de um evento sobre práticas de convivência com a seca. A ação foi organizada pelo escritório local da Emater, contando com a participação de parceiros como o Banco do Nordeste, Senar e a Secretaria de Saúde do Estado. Na ocasião, foram discutidas práticas de enfrentamento da escassez hídrica.

Durante o encontro, foram analisadas as formas de produção e armazenamento de forragem para manutenção dos rebanhos nos períodos críticos, criação de pequenos animais (caprinos e ovinos), exploração de culturas resistentes à deficiência hídrica, cultivo de plantas nativas da região, prevenção de doenças dos rebanhos, uso da pequena irrigação para produção de hortaliças, formas de armazenamento de água, manejo orgânico do solo e diversificação da produção, entre outras.

O evento foi coordenado pela extensionista social da Emater, Maria do Socorro Almeida de Figueiredo, da Emater local, que falou da importância de melhorar a qualidade de vida, mesmo no período de seca, e não somente por questão de sobrevivência.

Mais de 60 pessoas compareceram ao evento, que contou com a participação do coordenador regional da Emater, Francisco Veras Diniz, o qual ressaltou a importância dos debates para levar conhecimento e orientação acerca de como preservar água neste período de estiagem. Também estavam presentes os assessores regionais Severino de Assis Martins de Carvalho, de Crédito Rural, e José Geraldo Rodrigues Santos, de Culturas, e técnicos dos escritórios da Emater da Região de Catolé do Rocha, de presidentes de Sindicatos de Trabalhadores Rurais, secretários de Agricultura e agricultores familiares de municípios vizinhos.

Durante o encontro, foram apresentadas pelos extensionistas Jailson Custódio da Anunciação e José Geraldo Rodrigues dos Santos práticas de convivência com a estiagem, como as formas de produção e armazenamento de forragem para manutenção dos rebanhos nos períodos críticos, criação de caprinos e ovinos, exploração de culturas resistentes à deficiência hídrica, cultivo de plantas nativas da região, prevenção de doenças dos rebanhos, uso da pequena irrigação para produção de hortaliças, formas de armazenamento de água, manejo orgânico do solo e diversificação da produção, dentre outras.

Também foram apresentadas pela Secretaria de Saúde do município as maneiras de prevenção contra as doenças corriqueiras nesse período. Em seguida, houve a palestra do representante do Senar, que falou dos cursos disponíveis pelo órgão e dos procedimentos para realização nas comunidades rurais da região. Finalizando, os representantes do Banco do Nordeste (Agroamigo) informaram sobre os financiamentos disponíveis para os agricultores e de como acessá-los.