João Pessoa
Feed de Notícias

Emater dá treinamento a agricultores do Conde para fortalecer cultura do inhame

segunda-feira, 9 de maio de 2011 - 15:59 - Fotos: 

A Emater está intensificando a assistência técnica aos agricultores familiares que trabalham com a cultura do inhame, para com isso criar oportunidades de renda e ajudar a suprir o mercado consumidor da Paraiba e de outros Estados. Dois técnicos da estatal se reuniram com 50 agricultores e jovens da comunidade rural Mata da Chica, no município do Conde, litoral Sul, e mostraram os tratos culturais para se ter uma boa safra.

A proposta da Emater é ajudar no fortalecimento do Programa Municipal de Distribuição de Túbera-sementes e, com isso, fortalecer e ampliar essa atividade agrícola na região, já que se trata de uma das culturas que os agricultores familiares exercem com êxito.

Uma palestra conduzida pelos técnicos Juscelino Correia de Araújo  e  Henrique Paz de Oliveira abordou o cultivo do inhame numa outra modalidade, o espaldeiramento, a produção de túbera-semente (mama) e o plantio com o emprego de mudas de inhame. O uso de varas e da espaldeira na orientação do crescimento do inhame, foi explicado aos agricultores.

O inhame é uma das hortaliças mais cultivadas no Brasil, em sistema de agricultura familiar. É de alto valor nutritivo e energético e desempenha importante papel sócio-econômico no Nordeste brasileiro. Nesta região concentram-se 90% de todo o inhame produzido no Brasil e os maiores produtores são os Estados da Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Bahia e Maranhão.

A exploração da cultura do inhame constitui uma alternativa viável para a agricultura familiar, pois encontra nas zonas produtoras dessa região condições ambientais favoráveis para seu desenvolvimento e produção em escala econômica.

Nos últimos anos, a cultura do inhame vem apresentando nível considerável de evolução, assumindo uma nova dimensão na cadeia alimentar nordestina com marcante participação no desenvolvimento da agricultura familiar. Os avanços tecnológicos têm ajudado a promover maior eficiência dos sistemas de produção e incremento de produtividade.