Fale Conosco

19 de julho de 2013

Emater cadastra agricultor para fornecer produtos da agricultura familiar



Os agricultores familiares da Paraíba, com renda mensal de até R$ 70, já podem fazer seu cadastro a partir de segunda-feira (22), nos escritórios da Emater, para se tornar fornecedor do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Os alimentos serão repassados aos diversos órgãos, como escolas, presídios e hospitais. A meta determinada pelo governador Ricardo Coutinho é chegar a 127 municípios e cadastrar mais de dois mil fornecedores.

Para que o Programa seja executado com eficiência e visando mobilizar parceiros, foram realizados quatro eventos em João Pessoa, Campina Grande, Patos e Sousa.

O PAA estadual contempla, inicialmente, 600 agricultores paraibanos, dos 2.199 que devem ser beneficiados em todo o Estado. A previsão é que sejam investidos R$ 2.748.750,00. Serão atendidos agricultores que se encontram fora do PAA e que possuem a Declaração de Aptidão ao Programa Nacional da Agricultura Familiar (Pronaf – DAP) segundo informou o coordenador do programa, Ângelo Viana.

O programa integra a política de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) executada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Humano (Sedh), agora tendo como órgãos parceiros a Emater e Empasa.

O presidente da Emater, Geovanni Madeiros, que coordenou os eventos, afirmou que a comercialização de produtos da agricultura familiar representa um novo tempo para os agricultores. “Depois de trabalhar na organização, chegou a vez da inclusão dessas famílias no mercado consumidor”, afirmou.

O programa também se constitui em um instrumento que vai contribuir para que evitar o êxodo rural, além de criar condições para que as pessoas que estão morando nos grandes centros urbanos possam retornar às suas regiões de origem. “Com esse programa consolidado, vai ser um instrumento para levar os agricultores a terem uma renda fixa e ajudar na inclusão social”, comentou o prefeito de Algodão de Jandira, Humberto Santos.

A Emater sempre trabalhou no assessoramento técnico de agricultores familiares e agora, com essa nova parceria, ampliará o acesso das famílias agricultoras tendo o PAA estadual como mais um mercado para a comercialização para seus produtos agrícolas”, afirmou Geovanni Medeiros. Ele destacou que serão fornecidos alimentos saudáveis que, agora, chega em maior quantidade à mesa do consumidor em situação de insegurança alimentar.

Os prefeitos estão sendo convidados a aderir ao programa firmando essa parceria que vai contribuir para oferecer oportunidade para que os agricultores familiares tenham acesso ao mercado consumidor.

O coordenador estadual do PAA, Ângelo Viana, disse que a expansão do programa surgiu da necessidade de sua ampliação para atender a um maior número de famílias fornecedoras. Ele lembrou que, anteriormente, apenas a Empasa era executora, mas em face da sua ampliação a Emater foi convidada a firmar parceria, sobretudo porque está presente em todo o Estado. “Nesta nova fase, a Emater será a grande executora do PAA, que mobilizou todos os seus técnicos”, comentou.

Para a consolidação do PAA estadual, a Emater terá papel importante no processo de mobilização e organização dos agricultores familiares, a ser executado por todos os seus escritórios nos municípios e nas 15 regionais.

O evento em Sousa, realizado no auditório do Instituto Federal da Paraíba (IFPB), foi organizado pelo chefe do escritório da Emater na cidade, Assis Bernardino, e contou com a participação dos escritórios regionais da Emater de Catolé do Rocha, de Cajazeiras e de Pombal.