Fale Conosco

25 de novembro de 2010

Emater articula PNAE em Tacima e incentiva a agricultura familiar



Agricultores familiares de Tacima, no Curimataú paraibano, terão a partir de agora mais incentivo à agricultura familiar e alimentação mais saudável nas escolas. É que acaba de ser implantado no município o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que entre outras ações, prioriza a geração de trabalho e renda no campo.

O PNAE é um programa do governo Federal e suas ações no Estado são articuladas pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater/PB), numa parceria com o governo estadual e prefeituras municipais. A Lei 11. 947/2009 garante no mínimo 30% dos recursos repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para a alimentação escolar para serem utilizados na compra de produtos da agricultura familiar e do empreendedor da família rural, priorizando os assentamentos de reforma agrária, as comunidades indígenas e quilombolas.

Inicialmente, segundo o gerente do escritório local da Emater de Tacima, o extensionista rural, Bilac Soares, foram contempladas sete famílias de agricultores, sendo três do assentamento Fazenda Boa Esperança e quatro da Fazenda Vazante, os quais já estão comercializando seus produtos com a prefeitura municipal local.

De acordo com Bilac, responsável por todo o trabalho técnico, inclusive a elaboração do projeto no valor de R$ 4.367,00, os produtos trabalhados são: mel de abelha, carnes caprinas e ovinas, frango caipira, macaxeira, além de polpas de manga, de goiaba e de caju. Ele adiantou que o montante será pago aos agricultores conforme a quantidade e o preço de cada produto fornecido.

Para o agricultor José de Arimatéia, 27 anos, um dos beneficiários do PNAE, “este programa é uma grande oportunidade para nós do campo, pois agora temos a garantia de produzir e saber a quem vender, sem precisar de atravessador”, disse.
 Além da Emater e a prefeitura de Tacima, as ações do PNAE contam com parcerias da Secretaria Municipal de Educação, Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS) e associações das comunidades rurais e produtores contemplados.

Da Assessoria de Comunicação da Emater-PB